Goiânia, 01 de maio de 2017    




Notícias

(13/11/2007) Acieg consuma participação em campanha preventiva de arritmias

Simulação de atendimento a vítima de enfarte foi promovida na sede da entidade para chamar a atenção de empresários sobre importância de sua adesão

A adesão da Associação Comercial, Industrial e de Serviços do Estado de Goiás (Acieg) à campanha Coração na batida certa foi consumada ontem com atividade na sede da entidade, no Setor Oeste. A campanha está sendo realizada nacionalmente pela Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (Sobrac) e, em Goiás, tem o apoio do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech). O objetivo é orientar a população sobre a doença e arrecadar aparelhos desfibriladores externos automáticos para serem doados à Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia que se encarregará de instalá-los em parques e áreas públicas de grande aglomeração de pessoas. Fundamentais no socorro às vítimas, os aparelhos ajudam a prevenir a morte súbita.
Para atrair a atenção do empresariado e sensibilizá-los a colaborar com a campanha, a Acieg, a Sobrac a SMS e o Idtech promoveram – para a imprensa – uma simulação de socorro a uma vítima de infarto, utilizando o equipamento. O coordenador regional da campanha, cardiologista Sérgio Gabriel Rassi, explicou como os desfibriladores externos, pequenos aparelhos automáticos, podem ajudar a salvar vidas. De acordo com ele, 250 mil brasileiros são afetados pela morte súbita anualmente. Esse mal ocorre quando a arritmia ou descompasso cardíaco leva à fibrilação do coração, evoluindo para o colapso total do órgão. Nesses casos, a chance de sobrevivência sem o atendimento imediato, sem um desfibrilador, é de apenas 2%. Se o aparelho for usado, elas aumentam para 50% a 70%.
No caso de Goiânia, a meta é arrecadar pelo menos dez aparelhos. O custo, no valor de R$ 6 mil por aparelho, pode ser abatido pelo doador no imposto de renda. Além disso, a empresa que fizer doação do valor correspondente a dois equipamentos (R$ 12 mil) poderá ficar com um deles para ser colocado em suas instalações. Uma grande vantagem considerando que, no mercado, cada aparelho custa entre R$ 10 mil e R$ 12 mil, ou seja, quase o dobro.
É importante lembrar que a Lei Municipal nº 8337, de 6 de outubro de 2005, obriga aeroportos, shoppings centers, centros empresariais, estádios de futebol, hotéis, hiper e supermercados, casas de espetáculos, clubes, academias e locais de trabalho, com concentração/circulação média diária de 800 (oitocentos) ou mais pessoas a manter os aparelhos em suas dependências. Colaborando com a campanha, as grandes empresas terão a oportunidade de cumprir a lei a um custo menor. Além disso, estarão ajudando a comunidade e ainda terão sua marca divulgada. Os equipamentos terão placas com o nome do doador e a empresa ainda poderá usar o selo da campanha em seu material publicitário.
Organização social sem fins lucrativos que atua na área de desenvolvimento e execução de projetos nas áreas da saúde, da educação e do meio ambiente, o Idtech é a instituição credenciada pela Sobrac para a arrecadação das doações dos DEAs em Goiânia. Para solicitar uma visita do representante do Idtech, a empresa deve telefonar para (62) 3209-9701 - Ana Paula, ou (62) 3209-9705 ou 9706 - Maria Aparecida Toledo Couto Sardinha, coordenadora-técnica.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Idtech






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700