Goiânia, 23 de outubro de 2017    




Notícias

(07/01/2008) Teleconsulta ampliou consultas na rede municipal em 2007

A central fecha o ano com 790 mil consultas agendadas. São 50 mil consultas mensais, 15 mil a mais do que a média mensal antes da inauguração

A Central de Atendimento ao Cidadão – Teleconsulta, serviço de agendamento de consultas por telefone da Secretaria Municipal de Saúde administrado pelo Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech), fechou o ano de 2007 com mais de 790 mil consultas marcadas. O número corresponde ao quantitativo de atendimentos do início do funcionamento da central, em 4 de agosto de 2006, até o dia 31 de dezembro passado. Foram cerca de 50 mil consultas em média por mês, 15 mil a mais do que a média mensal realizada antes da inauguração da central, que é responsável pelo gerenciamento da agenda de 39 unidades de saúde e garante cobertura a 65% da população da capital (os demais habitantes são atendidos pelo Programa de Saúde da Família, que adota o agendamento presencial). O número consolida os bons resultados do projeto, que é pioneiro e se tornou modelo para o País.

Antes da informatização eram realizadas, em média, 35 mil consultas mensais pela rede municipal de saúde. Hoje, das 50 mil consultas agendadas mensalmente, pelo menos 40 mil, em média, são efetivadas, ou seja, são realizadas 5 mil consultas a mais. O incremento se deve ao fato de que a central, além de proporcionar maior conforto para o usuário, firmou-se como um importante instrumento de gestão possibilitando à Secretaria Municipal de Saúde maior controle sobre a capacidade de produção das unidades de saúde. O sistema permite ao órgão conhecer a capacidade produtiva da rede e fiscalizar o seu uso, garantindo o aproveitamento máximo das vagas.

Mas as perdas estimadas ainda são de 10%, o que equivale a 10 mil consultas mensais. É muito, considerando a escassez de vagas, especialmente na área de ginecologia e obstetrícia. Mas a solução do problema independe do Teleconsulta ou mesmo da rede municipal de saúde. Ela está nas mãos dos usuários. O principal fator de perda de consulta é o não-comparecimento do usuário. Ele não aparece e o que é mais grave, não liga para desmarcar a consulta. Se fizesse isso com até 5 horas de antecedência, a consulta poderia ser relançada no sistema e reaproveitada. “Conscientizar o usuário da importância dessa atitude é um dos nossos grandes desafios para 2008”, comenta a coordenadora técnica da central, Maria Aparecida Sardinha.

Embora tenha capacidade para atender 10,8 mil ligações diárias, o Teleconsulta continua enfrentando congestionamento de linhas no período entre 7 e 10 horas. A Coordenação Técnica da central lembra que o problema poderia ser evitado se os usuários ligassem em horários alternativos, evitando o período matutino. O Teleconsulta funciona todos os dias, inclusive sábados, domingos e feriados, das 7 às 19 horas.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Idtech






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700