Goiânia, 23 de junho de 2017    




Notícias

(25/03/2010) Campanha contra tuberculose atende aparecidenses

Liga Acadêmica do Pulmão da UFG, Projeto Rondon® Goiás, Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia e Idtech promovem campanha de prevenção à Tuberculose em Aparecida de Goiânia

No Dia Nacional de Combate à Tuberculose, 24 de março, a Liga Acadêmica do Pulmão da Universidade Federal de Goiás (UFG), Projeto Rondon® Goiás, a Secretaria da Saúde de Aparecida de Goiânia e o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech) promoveram uma campanha para esclarecer e detectar casos da doença infecciosa, considerada a mais propagada do mundo. Das 9 às 15 horas, cerca de 30 pessoas foram encaminhadas para exames. A campanha ocorreu em uma tenda montada na Praça da Matriz, no Centro da cidade.

Supervisionados pelo professor Marcelo Rabahi, da UFG, os acadêmicos voluntários do Projeto Rondon® orientaram a população sobre a doença. As pessoas que apresentaram sintomas tiveram seus dados anotados em um formulário, receberam um recipiente para a coleta de secreção e foram encaminhados aos Centros de Atendimento Integral à Saúde (Cais) Garavelo ou Nova Era, para a entrega do material do exame. De acordo com a coordenadora do Programa de Controle da Tuberculose em Aparecida, Magaly Maria de Carvalho, caso o resultado dê positivo, o paciente será encaminhado para tratamento.

O serralheiro Alexandre Alves Pereira ficou sabendo da campanha e aproveitou para fazer o exame para não ter dúvidas. “Faz algum tempo que estou com tosse. Começou quando voltei a fumar. Quero ver qual a causa, se eu começo um tratamento contra a tuberculose, ou simplesmente procuro largar o cigarro”, diz.

A aposentada Jaci de Lourdes Meneli está com tosse há mais de um mês, além de febre baixa de vez em quando. “Não acredito que tenha a doença, mas é importante saber o que está acontecendo”, explica. Ela ficou encantada com o bom atendimento dos acadêmicos voluntários do Projeto Rondon®. “Foi ótimo, não poderia ser melhor”, comenta.

“A tuberculose tem cura. As pessoas devem ficar atentas aos sintomas, para que recebam o tratamento adequado o quanto antes”, avisa a enfermeira e conselheira do Projeto Rondon®, Maria Aparecida Sardinha. Tosse por mais de duas semanas, fraqueza, cansaço excessivo, falta de apetite, febre baixa geralmente à tarde e emagrecimento são os sinais mais frequentes da doença.

A transmissão da Tuberculose ocorre de pessoa a pessoa. Ao falar, espirrar ou tossir, o doente expele apequenas gotículas de saliva que contêm o agente infeccioso e podem ser aspiradas por outro indivíduo, contaminando-o. No ano passado, de acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde, foram detectados 71 casos da doença no município. O percentual de cura foi de 90%, ficando acima do preconizado pelo Ministério da Saúde, que é 85%. Neste ano, até o momento, foram registradas sete novas ocorrências. Com a campanha, a expectativa é melhorar ainda mais esses índices.

A Liga do Pulmão é coordenada pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás (UFG). A campanha contou também com o apoio do Hospital das Clínicas, Centro Acadêmico 21 de Abril, Sociedade Goiana de Pneumologia e Tisiologia.



Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700