Goiânia, 30 de maio de 2017    




Notícias

(21/06/2010) Casa de Eurípedes recebe doações da Campanha do Agasalho do Idtech e Rádio 730

Doações vão beneficiar pacientes da instituição, que mantém um dos mais respeitados hospitais psiquiátricos da capital, referência em tratamento de dependência química

A sensação de paz e tranquilidade que invade os visitantes da Casa de Eurípedes, referência em tratamentos psiquiátricos, surpreendeu as agentes de atendimento Deborah Sales de Faria, do Teleconsulta, e Patrícia Queiroz França, do Central de Regulação de Vagas. Elas acompanharam na tarde desta sexta-feira, dia 18 de junho, a entrega de uma remessa de doações da Campanha do Agasalho do Idtech e Rádio 730 à instituição. O Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech) foi representado pela sua coordenadora técnica, Maria Aparecida Sardinha.

As roupas, cobertores e agasalhos serão destinados aos 280 internos do Hospital Psiquiátrico em tratamento de transtorno mental e dependência química e às 130 crianças carentes em situação de risco social atendidas pelo Instituto das Artes, outra unidade da Casa de Eurípedes. Instalada em uma área de 35 mil metros, com 10 mil metros de área construída e uma estrutura que inclui pomar, horta, viveiro de aves e até curral, a instituição mantém um dos mais representativos trabalhos sociais da capital, desde sua fundação, em 1973.

Receberam as doações a coordenadora de Trabalho Voluntário, Adailza Silva Oliveira, a supervisora do call center, Wanderléia Soares, e a responsável pela rouparia, Maria do Rosário Amaral. As três apresentaram à equipe do Idtech todas as dependências da Casa e explicaram como é o funcionamento da unidade de tratamento de dependentes químicos, que tem registrado um aumento considerável de demanda em todas as faixas etárias e sociais.

Inicialmente, os pacientes passam por um período de internação de 28 dias, para desintoxicação, em que recebem medicamentos e participam de atividades multidisciplinares, entre as quais, palestras sobre saúde, comportamento e drogadição. Os familiares também são atendidos e orientados sobre os mesmos temas, para que possam contribuir no tratamento e conviver melhor com o doente. Após a alta, o atendimento passa a ser ambulatorial. “Aí começa a principal etapa do tratamento, que é a reinserção dessas pessoas no convívio social”, explicou Adailza Oliveira, que estima em 65% o índice de recuperação.

As visitas feitas as instiuições beneficiadas pela Campanha do Agasalho têm despertado ainda mais a responsabilidade social dos colaboradores do Idtech. Vários manifestaram o desejo de ingressar no trabalho voluntário. Não foi diferente com Déborah Sales e Patrícia Queiroz. “Acho que o que falta para as pessoas ajudarem é conhecer. Quem vê de perto o drama de um doente ou de uma pessoa carente não deixa de se sensibilizar.” Essa vertente da Campanha, de despertar a doação também de calor humano e solidariedade, para o Idtech é a mais importante nesta iniciativa. As roupas e agasalhos doados vão ficar velhas e serão desprezadas. Mas a semente plantada na consciência de cada participante, essa sim vai crescer e perpetuar.


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700