Goiânia, 30 de maio de 2017    




Notícias

(17/02/2011) Número de consultas eletivas cresce 29,8% em Aparecida de Goiânia

Teleconsulta registrou em janeiro 30.660 agendamentos, o maior índice desde a sua implantação. Com menos de seis meses de funcionamento, serviço teve aprovação de 74,2% dos usuários

A Central de Atendimento ao Cidadão - Teleconsulta de Aparecida de Goiânia agendou 30.660 consultas na rede básica de saúde em janeiro, o que representa um crescimento de 29,8% comparado a dezembro de 2010. Este é o maior índice de agendamentos desde a implantação do serviço, que, com menos de seis meses de funcionamento, teve a aprovação de 74,2% dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), de acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Fortiori.

Em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (17 de fevereiro), o secretário de Saúde, Rafael Nakamura, citou que cerca de 90% dos usuários conhecem e já utilizam o Teleconsulta. “Foi um grande avanço, pois tiramos as filas dos postos de saúde e reorganizamos a atenção básica, garantindo a maior produtividade na rede.” Segundo ele, durante a gestão de Maguito Vilela, os investimentos foram inicialmente para a reorganização da atenção básica, atendimento especializado e regulação das vagas e procedimentos de alta complexidade. Está prevista ainda a inauguração de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e reforma estrutural nas unidades.

A maior demanda no Teleconsulta foi pelo agendamento nas unidades da Estratégia da Saúde da Família, com 35,5% do total. A rede de saúde de Aparecida de Goiânia conta com 22 unidades de ESF (o antigo Programa da Saúde da Família) e 37 equipes com médicos generalistas, enfermeiros, técnicos ou auxiliares de enfermagem agentes comunitários de saúde. Nos cais, mini-cais, centros de saúde e pronto-socorro, a principal demanda é por consultas com clínicos gerais (24,39%). As consultas com ginecologista e obstetrícia representaram 20,77% e as de pediatria 19,26%. Os cais Garavelo e Nova Era responderam por 49,3% da oferta de vagas no município.

O acréscimo dos agendamentos em janeiro deve-se ao melhor aproveitamento das vagas disponíveis pela Secretaria Municipal de Saúde de Aparecida. Neste mês houve também maior número de médicos em atuação, visto que em dezembro mais profissionais entraram de férias e ocorrência de dois feriados. No mês passado, o sistema organizou de forma racional e inteligente as agendas de 112 médicos, quantitativo 15% maior do que no início do funcionamento do serviço.

O crescimento também se deve à popularização do serviço. Além de estarem melhor adaptados ao novo sistema de acesso a rede básica de saúde, os aparecidenses estão contribuindo com o trabalho do Teleconsulta. Em janeiro, 2.786 usuários ligaram na Central de Atendimento ao Cidadão para cancelar consultas as quais não poderiam comparecer. Tal medida é de extrema importância para que as vagas sejam devolvidas ao sistema e contemple outros usuários.

Por conta desta dinamicidade, a população pode entrar em contato em qualquer dia de semana e horário (inclusive sábados, domingos, feriados, das 7 às 19 horas). Assim como ocorre em Goiânia, os moradores de Aparecida preferem ligar às segundas-feiras ou terças-feiras pela manhã, provocando uma sobrecarga de ligações. A coordenadora técnica do Idtech, Maria Aparecida Sardinha, explica que, o usuário pode utilizar melhor o serviço, agendando a consulta eletiva, ou seja, que pode esperar, em horários menos disputados. “Comparado à segunda-feira, temos uma redução de 70% nos atendimentos no domingo. As vagas são gerenciadas conforme a prioridade do usuário e o agendamento pode ser feito em 24 horas, 48 horas ou no máximo em sete dias”, disse.

Aprovação dos usuários
A pesquisa do Instituto Fortiori entrevistou 500 usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) entre os dias 4 e7 de fevereiro. O índice de aprovação do Teleconsulta chegou a 74,2%, sendo que 47,9% disseram estar muito satisfeitos com o serviço. Apesar de ter sido implantado em agosto de 2010, o sistema teve expressiva adesão da população do município. Metade dos entrevistados declarou já ter agendado consulta na Central de Atendimento ao Cidadão mais de três vezes.

O principal motivo para a satisfação dos usuários tem a ver com o bom atendimento do Teleconsulta. Cerca de 33% dos entrevistados relacionaram que a agilidade e eficiência são as características que mais os agradam. Aproximadamente 15% dos usuários também argumentaram que o fim das intermináveis filas, que dobravam quarteirões e a redução no tempo de espera para ser atendido foram os maiores benefícios alcançados com a implantação do serviço.

Segundo a pesquisa, 62,5% dos usuários tiveram facilidade para falar na Central de Atendimento. Dos que tiveram dificuldade, 45,8% disseram que ligaram na segunda ou terça-feira e 54,9% tentaram entre 7 e 10 horas, dias da semana e horários de maior sobrecarga. A maioria dos entrevistados agendou na unidade de saúde que queria e 34,2% teve que recorrer à outra unidade. Importante reforçar que o sistema do Teleconsulta faz uma busca nas três unidades de saúde mais próximas ao endereço do usuário, para aumentar as chances de conseguir uma vaga.

Um dado importante é que entre os usuários que marcaram a consulta pela Central, 96,3% foram realmente atendidos pelo médico. Isso demonstra um alto índice de aproveitamento dos agendamentos realizados. E 82,8% dos entrevistados disseram que receberam um bom atendimento do médico. Esse dado se contrapõe a um outro verificado na pesquisa do Instituto de Pesquisa Aplicada (Ipea), divulgada esta semana. Esse estudo apontou insatisfação dos usuários com o atendimento de urgência e emergência. Além de demonstrarem satisfação com o atendimento, a maioria dos usuários , (57,1%) considerou o tratamento eficaz. Entre o grupo que teve dificuldade para ser atendido na unidade de saúde depois do agendamento (13,3% ), 8,3% reclamaram da demora no atendimento e 2,1% alegaram que médico não apareceu.

Baixe o arquivo associado.


Fonte: ASCOM / IDTECH








ARQUIVOS ASSOCIADOS:






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700