Goiânia, 25 de junho de 2017    




Notícias

(21/03/2011) Campanha contra tuberculose em Aparecida fará exames gratuitos

No dia nacional de combate à doença, 24 de março, Prefeitura e Liga Acadêmica do Pulmão da UFG promoverão evento voltado para a prevenção

No Dia Nacional de Combate a Tuberculose, 24 de março, a Prefeitura de Aparecida de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, e Liga Acadêmica do Pulmão da Universidade Federal de Goiás (UFG) promoverão um evento voltado para a prevenção da doença e também para identificar os possíveis casos na população. A Campanha que ocorrerá no Ambulatório Médico Especializado (AME), das 9 às 15 horas, fará exames gratuitos, além de divulgar informações sobre os sintomas e formas de tratamento aos que passarem pela Avenida São João, a mesma onde está localizado o Cais Nova Era. A iniciativa conta com o apoio do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech) e Projeto Rondon® Goiás.

Será montada uma tenda ao lado do AME para que os acadêmicos de medicina da Universidade Federal de Goiás (UFG) esclareçam as dúvidas dos aparecidenses e façam a triagem dos pacientes que apresentarem suspeita de tuberculose. A coleta para o exame será feita em um dos consultórios do Ambulatório destinado para a campanha. Depois, o material será encaminhado para análise. Nas outras unidades de saúde de Aparecida, a Campanha também ocorrerá, com a distribuição de panfletos explicativos sobre a doença e a importância do tratamento e também a coleta de secreção.

O doutor Marcelo Rabahi, presidente da Comissão de Tuberculose da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia e professor da Faculdade de Medicina da UFG, supervisionará o trabalho dos dez acadêmicos voluntários do Projeto Rondon® Goiás. A campanha em Aparecida contará também com o apoio do Hospital das Clínicas, Centro Acadêmico 21 de Abril da Faculdade de Medicina da UFG e Sociedade Goiana de Pneumologia e Tisiologia.

A tuberculose tem cura. As pessoas devem ficar atentas aos sintomas, para que recebam o tratamento adequado o quanto antes. Tosse por mais de duas semanas, fraqueza, cansaço excessivo, falta de apetite, febre baixa geralmente à tarde e emagrecimento são os sinais mais frequentes da doença. A transmissão é direta, pelo ar. Ao falar, espirrar ou tossir, o doente expele apequenas gotículas de saliva que contêm o agente infeccioso e podem ser aspiradas por outro indivíduo, contaminando-o.


Fonte: ASCOM/IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700