Goiânia, 24 de abril de 2017    




Notícias

(26/07/2011) Campanha contra hepatite é lançada no AME

Usuários aproveitaram para se imunizar. Prefeito Maguito Vilela e o secretário de Saúde, Paulo Rassi, destacaram a necessidade da prevenção, nesta segunda-feira, dia 25

O prefeito Maguito Vilela e o secretário de Saúde de Aparecida de Goiânia, Paulo Rassi, lançaram na manhã desta segunda-feira, dia 25 de julho, no Ambulatório Médico Especializado (AME), a Semana de Combate às Hepatites Virais. A campanha de prevenção, em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech), consiste na distribuição de panfletos informativos e preservativos, palestras à população e vacinação para pessoas de 20 até 24 anos.

O AME imunizou, até o final da tarde, 56 moradores de Aparecida. A equipe da Vigilância Epidemiológica promoveu também uma blitz educativa em frente ao ambulatório, com o apoio da Superintendência Municipal de Trânsito (SMTA). Várias palestras foram proferidas pelas enfermeiras sobre os tipos de hepatites, para os pacientes que aguardavam pela consulta especializada e seus acompanhantes. O evento contou com a presença do coordenador executivo do Idtech, José Cláudio Romero e equipe da coordenação técnica.

“A vacina contra a hepatite é dividida em três doses e é preciso que a população venha se aderir a essa campanha de prevenção”, disse o prefeito Maguito. Acompanhado com o secretário Paulo Rassi, destacou que o investimento na saúde preventiva é mais eficaz. O município não teve crescimento no número de casos da doença, que de 2000 a 2010 registrou 1441 casos, uma média de 12 por mês.

Entretanto, a coordenadora do Programa de Combate a DST/Aids/Hepatites Virais, Luzia Oliveira, mostrou que de janeiro a maio deste ano foram registrados 20 casos, uma média de quatro casos por mês, mas com uma diferença, seis eram homens e 14 mulheres. Essa mudança de comportamento pode ser explicada pela forma de contágio da doença, via sexual, da grávida para o bebê, e contato com objetos contaminados como seringas e alicates de unha.

A estudante Isa Caroline de Oliveira Silva, não sabia o que era hepatite, muito menos que deveria vacinar-se. Enquanto esperava a consulta com um médico especialista, viu a movimentação da campanha e aproveitou a oportunidade. Ela disse que vai tomar as outras doses da vacinação “sem falta”.

A hepatite é uma doença sexualmente transmissível e pode ser também transmitida pelo sangue. A vacinação contra o vírus tipo B também está disponível para pessoas vulneráveis à doença. Está neste grupo manicures, tatuadores, tatuados, caminhoneiros, profissionais do sexo, usuários de drogas, bombeiros, policiais militares, policiais rodoviários, profissionais da saúde, agentes de segurança prisional, presidiários, entre outros.

A manicure Janaína Cardoso Nogueira considerou uma ótima iniciativa. “Sempre coloco meus materiais de trabalho para a esterilização e uso proteção. Mas é sempre bom reforçar os cuidados”, disse ela, que tomou a primeira das três doses da vacina no AME. Além do Ambulatório, todas as unidades de saúde de Aparecida estão em campanha contra a hepatite, imunizando a população.



Fonte: IDTECH








GALERIA DE IMAGENS DO CONTEÚDO:

  • Campanha contra hepatite é lançada no AME
  • Campanha contra hepatite é lançada no AME
  • Campanha contra hepatite é lançada no AME
  • Campanha contra hepatite é lançada no AME
  • Campanha contra hepatite é lançada no AME





IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700