Prêmio Milton Santos premiará propaganda negra



Lançado nesta sexta-feira, dia 23 de março, Prêmio tem como objetivo promover a inclusão racial em peças publicitárias

Com a presença de representantes das principais entidades da área da propaganda e da comunicação foi lançado nesta sexta-feira, dia 23 de março, no Paço Municipal, o edital do Prêmio Milton Santos de Diversidade Racial em Peças Publicitárias. O prêmio é uma promoção da prefeitura de Goiânia, por meio da Assessoria da Igualdade Racial (Asppir). O Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech), que é detentor do selo Milton Gonçalves, também lançado pela Prefeitura para destacar empresas que não discriminam em suas contratações, esteve representado.

A solenidade foi aberta com uma exposição sobre o edital. Em seguida, o secretário de Igualdade Racial, José Eduardo da Silva Batista, ressaltou a sua satisfação com o trabalho realizado frente à Asppir, que tem destacado Goiânia no cenário nacional por suas políticas inclusivas. Ele agradeceu aos parceiros que possibilitaram estes resultados, citando nominalmente o Idtech.

O presidente do Sindicato das Agências de Propaganda de Goiás (Sinapro-Goiás), Raul Seabra Júnior, parabenizou a Asppir pela iniciativa e colocou a estrutura do Sindicato à disposição da Assessoria para a divulgação do prêmio. “Nós nos dispomos a entregar os envelopes com o edital diretamente nas agências e cedemos a vocês uma sala na sede da entidade, caso vocês necessitem de espaço para a realização de reuniões. Queremos contribuir porque se trata de uma ação muito importante.”

O diretor da Faculdade de Comunicação e Biblioteconomia da Universidade Federal de Goiás, Magno Medeiros, cumprimentou a Asppir por oferecer à Goiânia mais uma ferramenta para a promoção de políticas afirmativas e anunciou que estimulará a participação de estudantes. “Vamos apresentar a eles o edital, que prevê premiação para esta categoria.”
Representando o presidente do Sindicato dos Jornalistas, Cláudio Curado, a jornalista Ana Maria de Souza Oliveira disse que o Prêmio Milton Santos deveria ser copiado por outros Estados. “Sou negra e nunca tive problemas, mas sei que o preconceito por causa da cor é um fator que ainda dificulta muito a inserção no mercado de trabalho.”

A proposta do Prêmio Milton Santos é promover a inclusão radial em peças publicitárias, incentivando empresas anunciantes e agências a contemplarem em seus trabalhos a diversidade racial, utilizando artistas e modelos que trabalham em nossa capital. O prêmio considera a realidade da propaganda negra no mercado de trabalho e consumo, baseado na Conferência Mundial Contra o Racismo, realizada em Durban, na África do Sul, em 2001.
Milton Santos

Nascido em Brotas de Macaúbas, na Chapada Diamantina, o geógrafo e também jornalista Milton Santos, que dá nome ao prêmio, completa onze anos de morte em 24 de junho. Ele é considerado um dos mais importantes intelectuais da história do Brasil, tendo dedicado toda a sua obra ao entendimento nas desigualdades entre os homens e as sociedades humanas ao redor do mundo.

A trajetória política e intelectual de Milton Santos reafirma a importância da luta por justiça e igualdade, e da participação de homens e mulheres negras na construção do país. O trabalho deste brotense serviu de inspiração para o que, hoje, veio a se constituir como Fórum Social Mundial, o qual foi convidado a se associar como fundador.



Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS