Goiânia, 25 de maio de 2017    




Notícias

(22/04/2012) Força-tarefa de manutenção do HGG resultará na ativação de 22 leitos

Serão realizados mais de 250 reparos nas partes hidráulica, elétrica e estrutural da unidade de saúde. No domingo, cabos de alta tensão que ameaçava a segurança dos trabalhadores e pacientes foram reparados

Nesta segunda-feira, dia 23 de abril, a partir das 9 horas, o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech) iniciará uma força-tarefa para fazer a manutenção predial do Hospital Alberto Rassi (HGG). Uma equipe com mais de 50 trabalhadores farão mais de 250 reparos nas partes hidráulica, elétrica e estrutural da unidade de saúde. Por falta destes consertos, o hospital está com 22 leitos desativados. A previsão é de que em uma semana o trabalho seja concluído e atinja a capacidade máxima de ocupação da enfermaria.

Torneiras pingando, vasos sanitários entupidos, infiltração são alguns dos problemas que obrigam a desativação de um quarto das enfermarias/alas de internação cliníca e cirúrgica. As falhas estruturais refletem diretamente na assistência hospitalar. “São medidas simples, mas necessárias para garantir maior conforto aos pacientes e, sobretudo, permitir que o HGG opere com sua plenitude de leitos - 204, como proposto pelo Idtech no chamamento público", argumenta o coordenador de gestão hospitalar do Idtech, Marcelo Rabahi.

“Os problemas são pequenos, mas impactam na produtividade e na qualidade assistencial do HGG. Por isso, a manutenção predial é uma das prioridades do Idtech”, explica o diretor administrativo da unidade, Alessandro Purcino. Ele destaca ainda o investimento para os reparos na parte elétrica e na confecção de mais de 700 peças de rouparia emergencial ( lençóis, campos cirúrgicos e capotes).

De acordo com o engenheiro eletricista Marcus Vinícius Cavalcanti, contratado pela manutenção elétrica, pelos cabos de alta tensão que estão expostos no HGG passam cerca de 13.800 volts. Segundo ele, em 2010, os cabos sofreram um curto-circuito e se romperam por conta de roedores que estavam dentro da tubulação. O problema deixou todo o hospital sem energia. O conserto foi feito de forma paliativa. Mas o que deveria ser arrumado de forma definitiva em uma semana está há dois anos da mesma forma.

“Além do risco de o hospital parar, acidentes fatais poderiam acontecer”, disse. Os cabos de alta tensão foram substituídos neste domingo e não ficarão mais expostos. A energia foi desligada das 10 às 13 horas. A UTI, a área de convivência e a hemodiálise continuaram funcionando com o gerador. Para a manutenção, árvores que ameaçavam a rede elétrica também foram podadas.

Os elevadores também estão sendo reparados na força-tarefa. De sete, cinco receberam manutenção. Apenas um social estava funcionando. Agora, outro social, o da lavanderia, o do centro cirúrgico e da Central de Materiais Esterilizado (CME) também passaram a funcionar. O orçamento para os outros dois está sendo concluído e o conserto ficará pronto em breve.

A presença de roedores e insetos no hospital ainda é um problema. Para solucioná-lo, foi contratada uma empresa de desratização e desinsetização. Também será removido o entulho e feita limpeza e manutenção nos jardins. A previsão que é pelo menos quatro caçambas de entulhos sejam retiradas. Além disso, será feita a higienização de todo esgoto fluvial e instaladas telas milimétricas, para evitar a entrada de mosquito da dengue e outros insetos.




Fonte: IDTECH / HGG








GALERIA DE IMAGENS DO CONTEÚDO:

  • Força-tarefa de manutenção do HGG resultará na ativação de 22 leitos
  • Força-tarefa de manutenção do HGG resultará na ativação de 22 leitos
  • Força-tarefa de manutenção do HGG resultará na ativação de 22 leitos
  • Força-tarefa de manutenção do HGG resultará na ativação de 22 leitos
  • Força-tarefa de manutenção do HGG resultará na ativação de 22 leitos
  • Força-tarefa de manutenção do HGG resultará na ativação de 22 leitos
  • Força-tarefa de manutenção do HGG resultará na ativação de 22 leitos







ARQUIVOS ASSOCIADOS:






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700