Goiânia, 22 de outubro de 2017    




Notícias

(21/05/2012) HGG será inspecionado para receber certificação de Edifício Livre da Dengue

Ação da Vigilância de Saúde Ambiental de Goiânia será o primeiro passo para tornar a região do Hospital Alberto Rassi livre do mosquito Aedes aegypti. Equipe contará com 40 agentes de saúde, amanhã, a partir das 8 horas

O Hospital Alberto Rassi – HGG será inspecionado para receber a certificação de Edifício Livre da Dengue, nesta terça-feira, dia 22 de maio, pela Vigilância de Saúde Ambiental de Goiânia, como parte de uma ação que envolverá cerca de 40 agentes de saúde, supervisores de campo, e trabalhadores da equipe de Educação em Saúde para livrar a região do mosquito Aedes aegypt. O objetivo é orientar colaboradores do hospital e população que trabalha ou mora nos arredores da unidade de saúde sobre os cuidados para evitar criadouros do transmissor da doença, além de eliminar focos já existentes.

Desde que assumiu a gestão do HGG, o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech) promoveu diversas ações para combater o mosquito transmissor da dengue. Durante força-tarefa realizada no dia 23 de abril, cerca de quatro caçambas de entulhos foram retiradas do Hospital, o jardim recebeu cuidados especiais, ocorreu a higienização do esgoto pluvial e instaladas telas milimétricas, para evitar a entrada de mosquitos e outros insetos.

Para que este esforço seja reconhecido e tenha auxílio em outras medidas para livrar completamente a unidade de saúde da doença, a organização social acionou a Superintendência de Vigilância em Saúde (Sunvisa) para aderir à campanha de Certificação de Edifícios Livres da Dengue. Os primeiros passos para a certificação será a vistoria do imóvel e a orientação dos colaboradores do hospital para identificar as possíveis situações que servirão de criadouro do mosquito.

Para a efetividade da ação, equipes da Vigilância de Saúde Ambiental de Goiânia e o Distrito Sanitário Sul, vão percorrer cerca de 600 imóveis próximos ao HGG, fiscalizando bocas de lobo entupidas, piscinas abandonadas, pneus armazenados de forma inadequada, entre outras situações que servem como criadouro do mosquito. A Vigilância Sanitária também vai avaliar a conduta do comércio de lanches em volta da unidade de saúde em relação ao armazenamento do lixo, e autuar, se for o caso.


Fonte: IDTECH / HGG






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700