Goiânia, 20 de setembro de 2017    




Notícias

(13/07/2012) Crianças do condomínio Sol Nascente participarão de projeto de inclusão digital

Idtech promove mais uma edição do Solidariedade.ponto.com nesta sexta-feira, dia 13 de julho, quando serão montados computadores com internet no abrigo. Crianças também poderão brincar em pula-pula e piscina de bolinhas

O Condomínio Sol Nascente, que abriga crianças vítimas de abandono, maus tratos e violência, receberá nesta sexta-feira, dia 13 de julho, o projeto Solidariedade.ponto.com, desenvolvido pelo Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech). Serão montados seis computadores conectados à internet no pátio da unidade, que servirão para a inclusão digital e social dos acolhidos. Nesta edição especial de férias, o Idtech também preparou atividades para a diversão da criançada, como pula-pula, piscina de bolinhas, pipoca e algodão-doce.

O Solidariedade.ponto.com será realizado das 9 às 17 horas. Técnicos de informática e assistentes sociais ajudarão as crianças a manusear as máquinas e escolher o que mais lhe interessam: jogos, desenhos, vídeos ou músicas. Os internautas que também quiserem participar do dia de inclusão digital poderão enviar mensagens às crianças por meio do Twitter. As professoras da unidade e monitores vão ler as postagens endereçadas pelo perfil @idtechorg, para os pequenos que estão à espera de uma adoção. O “twittaço do bem” tem como objetivo levar palavras positivas aos beneficiados do projeto e integrar a sociedade no projeto.

De acordo com informações da coordenação do Condomínio, estão abrigadas atualmente 41 crianças de 0 a 12 anos, encaminhadas pelo Juizado da Infância e Juventude de Goiânia. A unidade de acolhimento é vinculada à Superintendência da Criança e do Adolescente da Secretaria de Cidadania e Trabalho do Governo de Goiás. Tem a função de abrigar em caráter temporário como medida protetiva às crianças.

Existe um laboratório de informática no Condomínio Sol Nascente, entretanto, apenas dois computadores funcionam. “O acesso é muito limitado, deixamos as crianças usarem apenas como ‘prêmio’ por ter tido boa nota na escola”, disse uma das pedagogas, Cláudia Maria Caixeta. Segundo ela, os acolhidos estão excluídos socialmente. “O contato com o mundo externo, fora do condomínio, ocorre somente quando vão à escola. Nas férias, praticamente não há nenhum contato”, observa.

Histórico
A primeira edição Solidariedade.ponto.com foi em setembro de 2010, na pediatria do Hospital Araújo Jorge. Pelos bons resultados atingidos com a ação, que até mesmo aliviou as dores das crianças e jovens que estavam recebendo tratamento quimioterápico, foi implantado de forma permanente um centro digital na unidade de saúde. Também já foram beneficiados com o dia de inclusão sociodigital o Centro de Orientação, Reabilitação e Assistência ao Encefalopata (Corae), o Instituto Batuíra de Saúde Mental e a Associação de Pais e Amigos de Excepcionais de Aparecida de Goiânia (Apae) e a Vila São Cottolengo.


Fonte: IDTECH / HGG





Google








IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700