Goiânia, 22 de outubro de 2017    




Notícias

(18/07/2012) Idtech leva dia de festa e inclusão no Condomínio Sol Nascente

Na última sexta-feira, dia 13 de julho, Projeto Solidariedade.ponto.com atendeu mais de 30 crianças até 12 anos na unidade de acolhimento

As crianças do Condomínio Sol Nascente tiveram um dia bem diferente nestas férias. Na última sexta-feira, dia 13 de julho, o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech) promoveu seu projeto de responsabilidade social Solidariedade.ponto.com, cujo objetivo é a inclusão sociodigital. Foram disponibilizados computadores com jogos e internet, além de piscina de bolinhas e pula-pula. A alegria foi geral, não só para a criançada que se divertiu, mas também para os voluntários que doaram um pouco do seu carinho e atenção.

O Condomínio Sol Nascente abriga atualmente 41 crianças de 0 a 12 anos, vítimas de abandono, maus tratos e violência, encaminhadas pelo Juizado da Infância e Juventude de Goiânia. A unidade de acolhimento é vinculada à Superintendência da Criança e do Adolescente da Secretaria de Cidadania e Trabalho do Governo de Goiás. Tem a função de abrigar em caráter temporário como medida protetiva às crianças.

Participaram da ação social colaboradores da Assessoria da Tecnologia da Informação, Gerência de Serviço Social, Assessoria de Comunicação Social e da Central de Atendimento ao Cidadão – Teleconsulta de Goiânia. As emocionantes histórias das crianças comoveram as equipes, que ficaram das 9 às 17 horas no Condomínio. No berçário, por exemplo, estava o bebê que foi abandonado na porta de um bar dentro de uma sacola plástica. “Como que as pessoas tem coragem de largar um bebezinho na porta de um bar”, exclamou agente de atendimento Cristina Evaristo Alves, mãe de dois filhos, sensibilizada com a situação das crianças.

Também agente de atendimento do Teleconsulta, Bianca Rodrigues, afirmou que participar do Solidariedade.ponto.com foi gratificante. A todo momento, uma das meninas do Condomínio estava no seu colo, pedindo atenção. “Foi muito bom sair da rotina, conhecer um pouco desse lado do Idtech, que já tínhamos ouvido falar, mas é diferente quando você pode participar”, comenta. Segundo ela, esse tipo de ação faz com que valorize mais os detalhes do dia a dia. Participaram ainda da ação os agentes de atendimento da Central Gustavo Murillo Cavalari e Marcos Paulo Martins.

As crianças não pararam nem por um segundo. Quando não estavam nos computadores, elas brincavam no pula-pula ou na piscina de bolinhas. E quando não estavam em nenhum destes, saboreavam algodão-doce ou pipoca. “Este é um dos projetos sociais do Idtech que mais admiro, porque todas as crianças, independente da idade ou das limitações físicas podem participar”, disse a assistente social Marília Gusmão.

Marília participa do projeto Solidariedade.ponto.com desde o seu lançamento, em setembro de 2010, na pediatria do hospital Araújo Jorge. “Uma das edições que mais me emocionaram foi na Apae de Aparecida de Goiânia, quando uma menina, sem coordenação motora, usava um acessório preso na cabeça e tinha até perfil em rede social”, revela. Mas a assistente social se emocionou mesmo no Condomínio Sol Nascente, por questões pessoais. “Tenho dificuldades para engravidar e sempre pensei na adoção.”

Segundo a assistente social, esta é sua primeira experiência com crianças que estão a disposição para a adoção. “Consegui sentir um amor que eu não sabia que daria conta. Hoje, quando vi aquelas crianças, já deu vontade de pegar no colo e levar para casa”, emociona-se. Ela citou a persistência de um homem, casado há 25 anos e que está há 4 anos na fila da adoção. “Hoje é a sua 13ª visita com uma criança de um ano e ele só está esperando o juiz voltar de férias para fazer a adoção”, conta.

Marília destaca que o amor da adoção é muito “puro e verdadeiro”. “Quando a mãe gera o seu filho, ela já é, de certa forma, obrigada a amá-lo. Diferente do amor da adoção, que é um amor conquistado”, explica. A assistente social declarou que, depois do Solidariedade.ponto.com no Condomínio Sol Nascente, está mais predisposta a adotar. “Eu não sabia se estava preparada, mas agora me vejo bem mais preparada.”


Fonte: IDTECH / HGG








GALERIA DE IMAGENS DO CONTEÚDO:

  • Idtech leva dia de festa e inclusão no Condomínio Sol Nascente
  • Idtech leva dia de festa e inclusão no Condomínio Sol Nascente
  • Idtech leva dia de festa e inclusão no Condomínio Sol Nascente
  • Idtech leva dia de festa e inclusão no Condomínio Sol Nascente
  • Idtech leva dia de festa e inclusão no Condomínio Sol Nascente
  • Idtech leva dia de festa e inclusão no Condomínio Sol Nascente
  • Idtech leva dia de festa e inclusão no Condomínio Sol Nascente





IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700