Goiânia, 18 de novembro de 2017    




Notícias

(02/08/2012) Administração do HGG conta com respaldo do Conselho de Excelência

Nomeados por meio de decreto do governador Marconi Perillo, conselheiros de diversos segmentos da sociedade civil contribuem com a organização social Idtech para melhorias dentro do Hospital Alberto Rassi

Primeiro a ser administrado por uma organização social neste ano, o Hospital Alberto Rassi, mais conhecido com Hospital Geral de Goiânia (HGG), conta com o respaldo do Conselho de Excelência, instituído por meio de decreto do governador do Estado, Marconi Perillo. Neste dia 02 de agosto, o balanço trimestral de gestão foi apresentado aos conselheiros (representantes de diversos segmentos da sociedade civil) durante reunião ordinária, que acontece toda primeira quinta-feira de cada mês. O objetivo é contribuir na área estratégica para a qualidade do atendimento na unidade de saúde do Estado, gerenciada pelo Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech).

“O nosso objetivo é conduzir o hospital ao estado de excelência. Inicialmente, estamos no nível básico, depois seguiremos para o pleno até chegar a excelência. Verificamos a situação da parte física concomitante com a parte humana, para que o atendimento a população seja o melhor possível”, disse o presidente do Conselho, o ex-prefeito de Goiânia Nion Albernaz. Desde maio, os conselheiros tem se reunido para conhecer a real situação do hospital Alberto Rassi, identificando os desafios e as dificuldades encontradas pela organização social ao assumir a gerência da unidade de saúde.

De acordo com o regimento interno do Conselho, o órgão consultivo tem como finalidade acompanhar a implementação das ações previstas no contrato de gestão entre a Secretaria de Estado da Saúde e o Idtech. É composto por membros da classe médica, da sociedade civil organizada, do meio acadêmico, clérico e do Judiciário goiano. “É um Conselho inédito no Estado, para contribuir com o trabalho desenvolvido pela organização”, disse o secretário de Saúde, Antônio Faleiros.

O chefe de gabinete do reitor da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC–GO), Lourenzo Lázaro, afirma que esta experiência pioneira está sendo de grande valia porque atores sociais podem ter função estratégica para o sucesso do hospital. “Nós e o Idtech temos todo interesse de fazer o melhor”. Ele assinala que a escola de medicina da universidade forma profissionais que trabalharão no hospital, portanto, será dada toda contribuição necessária para superar os desafios da saúde pública e para que a unidade ofereça para estes profissionais um ambiente de trabalho adequado.

O secretário do Conselho, o jornalista Walterli Guedes, avalia que os conselheiros demonstram realmente vivenciar todos os assuntos relativos ao HGG, para que se atinja a excelência. Na próxima reunião, será convidado o responsável da área do Centro de Terapia Intensiva. A proposta da Coordenação Executiva do Idtech tem o objetivo de aproximar a equipe e o Conselho. Desta forma, quem está na linha de frente do hospital poderá explanar suas dificuldades e os avanços presenciados em cada área.

De acordo com o coordenador executivo do Idtech, José Cláudio Romero, o HGG buscará pela acreditação hospitalar, uma certificação internacional. “Por ser uma unidade de saúde de alta e média complexidade, mais que resultados quantitativos, buscamos a qualidade dos serviços prestados”, explica.

Balanço
“O hospital está abastecido, com economia de cerca de 70% em alguns itens, graças à contratação de uma plataforma eletrônica de compras; tem passado por manutenção predial constante e os equipamentos foram reparados ou estão sendo substituídos”, disse o coordenador de Regulação Assistencial do Idtech, Rafael Nakamura. Segundo ele, ocorre também um processo de informatização e modernização da Unidade.

As melhorias exigiram investimentos na ampliação do parque tecnológico do Hospital. Oito servidores e ativos de hardware foram comprados e estão sendo adquiridas 105 estações de trabalho e contratada uma empresa para implantar as redes lógica, telefônica e elétrica. Visando à segurança, serão comprados também os equipamentos e contratada uma empresa especializada para implantação de circuito fechado de TV para monitoramento – CFTV. Serão instaladas no hospital 183 câmeras, sendo duas delas do tipo Speedome (câmeras giratórias).

Três processos seletivos e um recrutamento interno foram realizados para preencher déficits e substituir servidores com contratos temporários e comissionados. Foram contratados 262 novos colaboradores (parte inicia em 1º de agosto). Atendendo determinação da Secretaria Estadual de Saúde (SES) e do Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO), de que todas as medidas e recursos disponíveis sejam adotados no monitoramento da carga horária dos servidores, o HGG contará em breve com um sistema eletrônico de registro de ponto. Já foram adquiridos os leitores biométricos necessários.


Fonte: IDTECH / HGG






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700