Goiânia, 23 de junho de 2017    




Notícias

(14/08/2012) HGG recebe pesquisador de XP

Professor da USP responsável por estudo inédito desta anomalia que provoca rara sensibilidade ao sol e predispõe ao câncer de pele esteve em Goiânia

O Hospital Alberto Rassi – HGG recebeu nesta sexta-feira, dia 10 de agosto, a visita do cientista Carlos Menck, professor e pesquisador da USP, que realiza estudo inédito de sequenciamento genético de pacientes de Xeroderma Pigmentoso. De passagem por Goiânia – ele esteve no povoado de Araras, município de Faina, no sábado para conversa com os pacientes que residem neste município – o professor reuniu-se com o coordenador executivo do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech), José Cláudio Romero e o diretor-geral do Hospital, André Luiz Braga.

Carlos Menck esteve no HGG acompanhado do biólogo Rafael Souto (D), gerente do Centro de Excelência Leide das Neves. Ele elogiou o Idtech, Organização Social gestora da unidade hospitalar, referência para o atendimento aos portadores desta rara anomalia genética, que predispõe gravemente às doenças associadas à exposição solar, como o câncer de pele. O professor disse que tem encontrado na unidade todo o apoio necessário ao desenvolvimento de sua pesquisa. Ficou acertado que o pesquisador voltará a Goiânia em novembro, entre os dias 18 e 22, para proferir palestra em um seminário sobre o tema, no HGG.

José Cláudio Romero, que também é presidente do Projeto Rondon® Goiás, destacou que o movimento promoveu a primeira mobilização efetiva das instituições públicas e civis em favor dos portadores da doença, a Operação Araras, coordenada em parceria com o Ministério Público do Estado, por meio do promotor Marcelo Celestino, do Centro de Apoio Operacional do Cidadão. Realizada entre os dias 27 e 28 de março de 2010, a ação reuniu no município as mais importantes instituições, como o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), Federação das Indústrias (Fieg), Gráfica e Editora Kelps, e professores e acadêmicos da Universidade Federal de Goiás (UFG) e Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), entre outras.

O presidente do Projeto Rondon Goiás® entregou ao professor todo material sobre a Operação e colocou a entidade à disposição para auxiliar na pesquisa. Por meio de contatos feitos pelo site do movimento, José Cláudio Romero informou que foram identificados grupos de portadores de xeroderma pigmentoso em outros pontos do Estado. Carlos Menck pediu para que fossem feitos contatos com estas pessoas no sentido de que elas colaborem com a pesquisa, disponibilizando sangue ou tecido para análise. O material seria coletado em exames no Hospital Alberto Rassi – HGG. A expectativa do professor é que esses novos portadores possam contribuir para o sequenciamento genético de parte dos pacientes, o que não foi possível apenas com amostras de habitantes de Araras.


Fonte: IDTECH / HGG






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700