Goiânia, 24 de junho de 2017    




Notícias

(16/08/2012) Nova equipe de CTI inicia trabalhos em setembro

Nove médicos se comprometeram em cumprir a jornada de trabalho de 20 horas, evitando principalmente problemas de comunicação e melhorando o atendimento ao paciente

Aos poucos o Hospital Alberto Rassi – HGG adota uma nova rotina de trabalho com o objetivo único de oferecer o melhor atendimento aos pacientes. O Centro de Terapia Intensiva (CTI) contará com uma nova equipe de médicos a partir do dia 1º de setembro, composta por nove profissionais altamente capacitados e comprometidos com a qualidade assistencial em uma das áreas mais delicadas da unidade de saúde. O time será coordenado por Alexandre Amaral, que já está à frente do CTI desde o início de julho.

Em reunião de apresentação do Hospital e da organização social que o gerencia, o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech), na última segunda-feira, dia 13, o coordenador Alexandre Amaral afirmou que o comprometimento e a atenção dada ao paciente são o que fazem a diferença nos serviços do CTI. “Sabemos que não será só flores, mas temos que melhorar continuamente”, disse.

Farão parte do corpo clínico da CTI médicos intensivistas, infectologistas, cardiologistas, oncologistas e anestesistas. A equipe atuará rigorosamente numa carga horária de 20 horas. Para o médico Thiago Anderson Cabral Moreira, que já atua na unidade e continuará após a reformulação, a mudança vai melhorar o fluxo de trabalho, contribuindo para a assistência do paciente. “Sem dúvida a comunicação ficará mais organizado e vamos pegar o que chamamos de ‘paciente redondo’. Isso ajuda no bom ambiente de trabalho, o que é muito importante”, disse.

De acordo com o diretor geral do HGG, André Luiz Braga, o CTI vai passar de 18 médicos para nove, o que representa um verdadeiro choque de gestão. “O Idtech tem oferecido toda a estrutura adequada para que o trabalho seja desempenhado com eficiência. Portanto, o que precisarem, não deixem de comunicar a coordenadoria, porque, sem dúvida, a organização tomará as providências”, observou. Já o coordenador de Regulação Assistencial, Rafael Nakamura, destacou as relações dos médicos com as famílias dos pacientes e com os seus colegas de equipe. “Independente dos conceitos de cada um, é preciso se atentar que o objetivo é o mesmo. Lembrando que pesquisas apontam: o ambiente de trabalho é o maior motivador”, disse.

O coordenador executivo do Idtech, José Cláudio Romero, destacou que o CTI será uma das áreas de maior investimento e que o projeto arquitetônico para a ampliação dos leitos já está pronto. “Mesmo assim, deverão ser pensadas novas regras e processos, que precisam ser bem construídos. Vocês farão parte de um momento importante”, afirmou aos médicos. O projeto ampliará de 10 para 20 leitos e contempla ainda a possibilidade de instalação futura de mais nove leitos.


Fonte: IDTECH / HGG






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700