Goiânia, 22 de novembro de 2017    




Notícias

(27/08/2012) Goiás traz novidades do Encontro Nacional dos Núcleos ODM

Evento promovido pela Secretaria da Presidência da República, Pnud e Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade em Curitiba reuniu 83 integrantes de todo o Brasil, nos dias 23 e 24 de agosto

Diferentes sotaques, mas só um propósito: o alcance dos oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). Nos dias 23 e 24 de agosto, representantes dos 26 estados brasileiros e do distrito federal estiveram em Curitiba, para o Encontro Nacional dos Núcleos ODM, promovido pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), Secretaria-Geral da Presidência da República e Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade. Goiás apresentou seu plano de ação para os próximos 12 meses, que tem como principal meta a municipalização dos ODM.

As propostas do plano de ação e as orientações recebidas em Curitiba serão apresentadas na próxima assembleia geral com os membros Nós Podemos Goiás, que ocorrerá no dia 4 de setembro, próxima terça-feira, às 8 horas, na sede da Ademi (Rua T-53, 297, Setor Marista). “O movimento está passando por transformações. É muito importante que todos compareçam neste encontro para que se construa um plano sólido e democrático, atendendo a proposta de municipalização dos ODM, ou seja, levar os princípios para o interior do Estado”, disse o coordenador do núcleo, Alexsandro Lima.

No Encontro Nacional dos Núcleos ODM, ocorreu uma plenária para a direção do Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade, em que foram criadas novas secretarias e escolhidos novos coordenadores. Alexsandro Lima, que representa o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech) no núcleo de Goiás, foi eleito como vice-articulador regional do Centro-Oeste e o articulador titular será o presidente da ONG União Planetária, de Brasília, Ulisses Riedel.

A dupla Brasília – Goiânia se comprometeu a articular juntos medidas em benefício aos municípios do interior, em especial aqueles que estão na região do entorno. Para as demais regiões de Goiás, o núcleo propôs a realização de cinco eventos regionais em municípios pólos para engajar o poder público, o setor privado e a sociedade civil em prol dos ODM. De acordo com a coordenação do PNUD, essas ações deverão ter uma contrapartida financeira e apoio político-institucional para a articulação de parceiros.

Também participaram da comitiva goiana, Maria Eterna Vieira e a assessora de comunicação Iris Bertoncini, que teve a viagem patrocinada pelo Idtech, entidade coordenadora do Núcleo Nós Podemos Goiás. “Foi gratificante participar deste evento nacional. Considero que a aproximação com membros do Paraná, Santa Catarina e principalmente com Brasília, veio somar muito para as próximas ações do movimento do nosso Estado”, disse Maria Eterna, da Realize Consultorias, que percebeu que o papel do núcleo é estimular os cidadãos, empresas, entidades e poder público para o desenvolvimento de projetos que atendam os oito objetivos.
Brasil tem todas condições para atingir os objetivos do milênio
O Encontro Nacional de Núcleos de ODM reuniu 83 integrantes de todos os Núcleos Estaduais, além de representantes do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), do Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade, da Secretaria-Geral da Presidência da República e dos parceiros institucionais, como Petrobras, Banco do Brasil, Sebrae e Caixa.

Na ocasião, o secretário-executivo do Movimento Nacional, Rodrigo Loures, destacou a importância do encontro e salientou que a união de esforços entre o governo federal e a sociedade civil tem possibilitado que o país avance: “O Brasil tem todas as condições para brilhar nesse processo graças à articulação do governo e sociedade. Temos que destacar, ainda, a mobilização de voluntários e, quando isso acontece, o discurso se converte em ações concretas que são movidas pelos mesmos objetivos que têm de ser alcançados até 2015”.

Segundo ele, para o Brasil alcançar as metas é necessário resolver as desigualdades. “Não adianta resolver os problemas na média nacional. Temos de assegurar a redução das desigualdades e isso é possível por meio da municipalização. Esse é o caminho e é o desafio que temos para celebrar em 2015 o alcance das metas”, concluiu.

A coordenadora da Unidade de Planejamento de Estratégico e Desenvolvimento de Capacidades do Pnud, Maria Celina Arraes, lembrou que os ODM surgiram por meio de grandes discussões articuladas em conferências internacionais promovidas pelo PNUD na década de 90. “Isso mostra que desde o início a sociedade civil tem sido um instrumento fundamental para se alcançar as metas”. Ela fez um paralelo entre os ODM e os ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, discutidos durante a Conferência Rio +20.

O secretário Nacional da Secretaria Geral da Presidência da República, Wagner Caetano, ressaltou que está satisfeito e otimista com o trabalho quem vem sendo desenvolvido pelos Estados. “Com certeza, após esse evento, os núcleos estarão mais fortalecidos para um grande passo em direção ao sucesso. Vejo com clareza o movimento crescendo nessa caminhada. O Brasil, já demonstra ótimos resultados”, discursou.


Fonte: IDTECH / HGG








GALERIA DE IMAGENS DO CONTEÚDO:

  • Goiás traz novidades do Encontro Nacional dos Núcleos ODM
  • Goiás traz novidades do Encontro Nacional dos Núcleos ODM
  • Goiás traz novidades do Encontro Nacional dos Núcleos ODM
  • Goiás traz novidades do Encontro Nacional dos Núcleos ODM
  • Goiás traz novidades do Encontro Nacional dos Núcleos ODM
  • Goiás traz novidades do Encontro Nacional dos Núcleos ODM





IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700