Goiânia, 23 de agosto de 2017    




Notícias

(09/10/2012) Hospital Alberto Rassi – HGG adere às manifestações do Outubro Rosa

No sábado, foi instalada uma lona gigante na fachada do Hospital lembrando que neste mês de Outubro, o mundo todo se mobiliza pela prevenção do câncer de mama. Hospital é o único que realiza mamografias na rede estadual

Durante todo esse mês, prédios públicos, monumentos e fachadas de empresas em várias cidades do país, exibem uma iluminação especial na cor rosa. A intervenção simboliza a adesão à Campanha Outubro Rosa. Lançada em 1997, nos Estados Unidos, a campanha tem o objetivo de conscientizar para a prevenção do câncer de mama, por meio do diagnóstico precoce. Em Goiás, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Superintendência de Política de Atenção Integral à Saúde (Spais), coordena as manifestações. O Hospital Alberto Rassi – HGG, único da rede estadual que realiza exames de mamografia, instalou no sábado, em sua fachada, uma lona gigantesca que reproduz a campanha publicitária do Ministério da Saúde, alusiva ao tema.

O painel traz a imagem da atriz Zezé Mota, madrinha da campanha, e uma mensagem de incentivo à realização de exames preventivos para este tipo de câncer, que é o que mais acomete a população feminina. Mulheres com mais de 40 anos devem realizar exames clínicos uma vez ao ano. A partir dos 50 e até 69 anos, é indicada uma mamografia a cada dois anos. Com o slogan “Cuidar da sua saúde é um gesto de amor à vida”, a campanha do Ministério da Saúde alerta às mulheres que fiquem atentas aos sinais da doença – como nódulos nas mamas e axilas e alterações no tamanho e formato das mamas e dos bicos dos seios. As unidades de saúde mais próximas devem ser procuradas a qualquer sinal da doença.

O Hospital Alberto Rassi – HGG não será o único da rede estadual a aderir ao Outubro Rosa. Em Goiânia, o Hospital de Doenças Tropicais – HDT e o Hospital Materno Infantil – HMI serão iluminados para marcar a luta e a superação de mulheres que estão ou estiveram em tratamento de câncer de mama. O HGG também vai iluminar sua fachada a partir do dia 19, o Dia D da campanha. Nesta data, às 18 horas, a gerente de Saúde da Mulher, Criança e do Adolescente da Spais, Damiana Aparecida Moreira concederá entrevista coletiva, na porta do hospital sobre os fatores de risco, as taxas de incidência da doença, a importância de consultas periódicas ao médico e a realização de exames como a mamografia.

Segundo a gerente da SES-GO, as taxas de mortalidade por câncer de mama continuam elevadas no Brasil, principalmente porque a doença ainda é diagnosticada em estágios avançados. Segundo especialistas, quando diagnosticada em estágio inicial, a doença tem até 95% de chance de cura. Em Goiás, existem 151 mamógrafos. Deste total, 77 realizam os exames pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Os dados são do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (Cnes). No Hospital Alberto Rassi – HGG são realizadas, em média, 350 exames de mamografia por mês. A Fundação Idi - Fidi, organização social que gerencia a Central de Laudos, é a responsável pelos exames. A Fidi também faz ultrassonografias de mama no HGG e em outras unidades – HMI, Hugo, HDT e Huapa.

Interior

Em Anápolis, a iluminação na cor rosa na fachada do Hospital de Urgências (Huana), chama a atenção e em Santa Helena, o Hospital de Urgências (Hurso), marca a adesão à Campanha fixando um grande painel na cor rosa com números, informações sobre o câncer de mama e a importância do diagnóstico precoce. Através da equipe multidisciplinar, a unidade também fará no dia D, 19 de outubro, ação de orientação com panfletos informativos aos usuários, acompanhantes e visitantes.

Outubro Rosa

O nome Outubro Rosa remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. Nos Estados Unidos, onde surgiu o movimento, vários Estados tinham ações isoladas referentes ao câncer de mama e ou às mamografias no mês de outubro. Posteriormente, com a aprovação do Congresso Americano, o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama.

A história do Outubro Rosa remonta à última década do século 20, quando o laço cor-de-rosa, foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York, em 1990 e, desde então, promovida anualmente na cidade (www.komen.org). Em 1997, entidades das cidades de Yuba e Lodi nos Estados Unidos, começaram efetivamente a comemorar e fomentar ações voltadas a prevenção do câncer de mama, denominando como Outubro Rosa.

No País

A ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros surgiu posteriormente, e não há uma informação oficial de como, quando e onde foi efetuada a primeira iluminação. O importante é que foi uma forma prática para que o Outubro Rosa tivesse uma expansão cada vez mais abrangente para a população e que, principalmente, pudesse ser replicada em qualquer lugar, bastando apenas adequar à iluminação já existente. No Brasil, já foram iluminados de rosa o Cristo Redentor no Rio de Janeiro, o Teatro Amazonas em Manaus, a Pinacoteca em São Paulo, a Ópera de Arame em Curitiba, o memorial Juscelino Kubitschek e o Congresso Nacional em Brasília, entre outros cartões postais.


Fonte: IDTECH / HGG





Google








IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700