Goiânia, 23 de outubro de 2017    




Notícias

(19/10/2012) Hospital Alberto Rassi – HGG recebe visita de editor do Hoje

O editor de Política do jornal, Fleurymar de Souza, foi recebido pelo presidente do Conselho de Excelência, Nion Albernaz, e pelo diretor-geral do Hospital, André Luiz Braga. Ao final da visita, nesta quinta-feira, 18 de outubro, o jornalista disse que o HGG está vivendo uma revolução.

“Se eu ficar doente, o que espero que não ocorra, quero que me tragam para cá.” A frase foi dita pelo jornalista Fleurymar de Souza, editor de Política do jornal O Hoje, ao final da visita que ele fez na tarde desta quinta-feira, dia 18 de outubro, ao Hospital Alberto Rassi – HGG. Recebido pelo presidente do Conselho de Excelência, professor Nion Albernaz, e pelo diretor-geral do HGG, André Luiz Braga, Fleurymar de Souza disse estar impressionado com a “revolução” pela qual está passando a unidade hospitalar. “Eu estive no Hospital antes e é visível a transformação.”

A visita do jornalista fez parte do cronograma do programa de visitas institucionais instituído para dar maior transparência e visibilidade às ações desenvolvidas pelo Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech) frente à gestão do HGG. Desenvolvido em parceria com o Conselho de Excelência, o programa consiste em abrir as portas do HGG a jornalistas, representantes de entidades, órgãos públicos e instituições da sociedade civil organizada para que possam conhecer o trabalho da Organização Social gestora e inclusive dar sugestões para aperfeiçoá-lo.

Já visitaram o HGG os jornalistas Ulisses Aesse, editor-chefe do jornal Diário da Manhã, e Cileide Alves e Fabiana Pulcineli, editora-chefe e repórter de política do Jornal O POPULAR. Uma equipe de reportagem do Hoje acompanhou a visita de Fleurymar de Souza. A repórter Camila Cecílio e a fotógrafa Selma Soares documentaram a visita e registraram as melhorias. De todas as inovações, a que mais chamou a atenção dos jornalistas foi o projeto do Hospital Sem Papel, que começou a ser executado no dia 1º de outubro e será concluído em seis meses.

Quando o Projeto for concluído, todos os fluxos dentro do Hospital – administrativo, operacional e clínico – serão automatizados. Os mais de 480 mil prontuários do Serviço de Arquivo Médico (Same) estarão transpostos para o meio digital e poderão ser acessados eletronicamente, em tempo real, o que tornará o atendimento ao paciente mais ágil e preciso. A prescrição médica, por exemplo, obedecerá ao código de barras de identificação do paciente, evitando trocas de medicamentos, a exemplo de casos divulgados recentemente pela imprensa, como a da paciente que recebeu uma injeção de leite com café na veia. “É de fato uma revolução”, reiterou Fleurymar de Souza.



Fonte: IDTECH / HGG






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700