Goiânia, 20 de agosto de 2017    




Notícias

(30/11/2012) Projeto Plateia Social completa 13ª edição e 3,5 mil beneficiados

Com participação na peça Monólogos da Vagina, espetáculo em cartaz no Teatro Madre Esperança Garrido, projeto comemora resultados significativos em menos de cinco meses de atuação. Mote desta edição é a prevenção da violência contra a mulher

O Projeto Plateia Social completa neste domingo, com participação na peça Monólogos da Vagina, de Eve Ensler, que estará em cartaz no Teatro Madre Esperança Garrido, a sua 13ª edição. Na ocasião, quando proporcionará a um grupo de 14 moradores do Residencial Jardins do Cerrado, a oportunidade de ir pela primeira vez ao teatro, comemorará os resultados da iniciativa, que promoveu, em pouco mais de cinco meses – foi lançada em 22 de junho -, a inclusão cultural de mais de 3,5 mil pessoas. O Projeto Plateia Social estará no Teatro na sessão das 20 horas.

O grupo beneficiado nesta edição é formado por moradores do bairro construído pela Prefeitura de Goiânia em parceria com o governo federal para abrigar pessoas que não conseguiriam realizar o sonho da casa própria sem a ajuda do poder público. São pessoas que sempre viveram de aluguel ou em casas cedidas, que moravam em áreas de risco e posse ou que reivindicaram subsídios públicos para pagar a prestação de um imóvel por serem assalariadas.

“A participação no Projeto Plateia Social dá a esses cidadãos a oportunidade de ter acesso a um espetáculo mundialmente conhecido, que conquistou um enorme sucesso no Brasil e que tem um forte apelo contra a violência praticada contra a mulher. Estaremos trabalhando, por meio da cultura, a conscientização sobre direitos femininos”, comenta a coordenadora do Projeto Plateia Social, Lili Moreira. Com este propósito, o público escolhido para participar é predominantemente do sexo feminino (dez mulheres de um total de 14 participantes).

Monólogos da vagina é de autoria da escritora e ativista americana Eve Ensler. Ela escreveu o primeiro rascunho da peça em 1996, após entrevistar mais de 200 mulheres de vários países sobre sexo, relacionamentos, violência doméstica, estupro, etc. Essas entrevistas se transformaram numa enorme fonte de pesquisa e informações.

Eve escreveu o texto para “celebrar a vagina”, mas o propósito do espetáculo transformou-se de uma simples performance comemorativa sobre vaginas e feminilidade em um enorme movimento mundial para acabar com a violência contra as mulheres. A primeira temporada do espetáculo foi no teatro Here Arts Center em Nova Iorque. E o que era para ter sido uma curtíssima temporada transformou-se rapidamente em um fenômeno mundial. A peça foi apresentado inclusive em países Islâmicos, considerados muito fechados para tal contexto, incluindo Egito, Indonésia, Bangladesh, Malásia e Paquistão.

O texto ganhou em Nova Iorque o prêmio “Obie Award”, na categoria Melhor Espetáculo Inédito, foi traduzido para mais de 48 idiomas e encenado em mais de 140 países, e em apresentações beneficentes já teve em seu cast estrelas hollywoodianas, como Jane Fonda, Susan Sarandon, Glenn Close, Melissa Etheridge, Whoopi Goldberg e até Oprah Winfrey. A estreia brasileira aconteceu em 7 de abril de 2000, no Teatro Clara Nunes, no Rio de Janeiro, com incrível sucesso de público e crítica.

A genialidade de Miguel Falabella na adaptação e direção do texto o tornou o primeiro diretor no mundo a escalar três atrizes para, ao mesmo tempo, encenarem as narrativas das entrevistas originais colhidas por Eve Ensler. Essa concepção, a pedido da própria autora que esteve presente na estreia brasileira, foi adotada mundialmente em todas as produções, e assim permanece até hoje. O espetáculo que será levado ao Teatro Madre Esperança Garrido é estrelado pelas consagradas atrizes Cacau Melo, Adriana Lessa e Chris Couto. A direção é de Imara Reis.

O projeto

O Projeto Plateia Social, lançado em junho de 2012 pelo Idtech, se dedica a proporcionar oportunidade de acesso à arte a pessoas que nunca foram ou não tem oportunidade de frequentar espetáculos culturais. O Projeto participou das peças Dona Flor e Seus Dois Maridos, A História de Nós Dois, Hermanoteu na Terra de Godah, O Circo dos Amores Impossíveis, O Menino que Vendia Palavras, As Pontes de Madson e o balé Teatro Scala de Milão, além de ter levado crianças para ver a exposição O Mundo Jurássico.

O projeto fornece os ingressos em conjunto com produtores culturais e providencia transporte e lanche, com estabelecimentos parceiros. Nesta edição, os participantes serão recebidos no Castro’s Park Hotel com um cardápio especial, em função do Natal, que incluirá torta de brigadeiro, quiche vegetariana.




Fonte: IDTECH / HGG





Google








IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700