Goiânia, 29 de junho de 2017    




Notícias

(16/01/2013) Servidores do HGG farão exame periódico

Medida cumpre exigência do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) do Ministério Público, para a preservação da saúde do trabalhador. Exames começam a ser feitos nesta terça-feira, dia 15 de janeiro

Como qualquer trabalhador, o servidor público do Hospital Alberto Rassi – HGG terá de realizar exame periódico de saúde. A determinação legal foi reiterada pela Promotoria da Saúde do Trabalhador do Ministério Público de Goiás, por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). A partir desta terça-feira, dia 15 de janeiro, a empresa de medicina do trabalho Climest, contratada pelo Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech), organização social gestora do HGG, estará no próprio hospital para a realização dos procedimentos.

A equipe da Climest Medicina e Segurança do Trabalho atenderá na unidade as terças e quintas-feiras das 15 às 20 horas e nas quartas-feiras das 8 às 9 horas, onde funcionava o Laboratório Anatomopatológico. Os servidores públicos serão encaminhados para o exame periódico conforme a escala de trabalho. “Ninguém precisará correr para fazer o exame. O servidor será orientado pela chefia sobre a data e horário”, explica gerente de Pessoal do Idtech, Luana Mattos Lírio. Segundo ela, poucos colaboradores terão de ir ao hospital fora do horário de trabalho para cumprir a determinação, já que a Climest estará presente de manhã, à tarde e início da noite.

Os tipos de exames variam conforme o cargo e a função que o servidor ocupa. Há casos que são necessários testes de hepatite, hemograma e outros mais específicos. Quem avalia esta necessidade é o médico do trabalho. “O processo é bem rápido, não dura mais de cinco minutos”, informa Luana. Serão atendidos cerca de 180 servidores por semana e o atendimento aos colaboradores terminará em meados de fevereiro.

O exame periódico deve ser feito no mínimo uma vez por ano, mas, dependendo da área de atuação, é feito com maior frequência. O custeio dos exames é responsabilidade do empregador. O procedimento resulta na redução do absenteísmo por doenças e de acidentes potencialmente graves; garante empregados mais adequados à função, com melhor desempenho, além de atender os preceitos legais. Para os empregados, proporciona a garantia de condições de saúde para o desempenho da função, minimizando a chance de arbitrariedades em caso de doença ou acidente.

Idtech foi a primeira OS a assinar TAC
O Idtech assinou Termo de Reconhecimento, Responsabilidade e Compromisso de Ajustamento de Conduta (TAC) no Ministério Público de Goiás voluntariamente no dia 6 de agosto de 2012. O Instituto foi a primeira Organização Social gestora de um hospital da rede pública estadual a assumir o compromisso com a Promotoria da Saúde do Trabalhador para adequações na estrutura física e para o cumprimento da Norma Regulamentadora nº 32 do Ministério do Trabalho e Emprego.

"Em um prazo relativamente curto, de três a seis meses, vai ser implementado praticamente tudo o que não foi implementado em décadas de administração da gestão pública", destacou Vilanir de Alencar Camapum Júnior. Para o promotor de justiça, a assinatura do TAC é um marco para a saúde do trabalhador. "Os hospitais ficaram por muito tempo sem se adequar para a segurança de seus colaboradores. Agora, vamos conseguir essa adequação junto às organizações sociais", disse à época.

No TAC estava prevista a elaboração de um novo Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA), do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) e do Laudo Técnico de Condições Ambientais do Trabalho (LTCAT), além de realizar exames ocupacionais periódicos em todos os trabalhadores (celetistas e estatutários). Todos os programas e laudos já foram concluídos, conforme a determinação.


Fonte: IDTECH / HGG






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700