Goiânia, 18 de novembro de 2017    




Notícias

(09/02/2013) HGG recebe doações de sangue

Idtech e Hemocentro realizam segunda edição da campanha “Sou amigo de sangue do HGG”, na véspera de Carnaval. Colaboradores, visitantes e acompanhantes dos pacientes contribuíram

Na véspera do Carnaval, o Hospital Alberto Rassi – HGG recebeu a doação de sangue de seus colaboradores, visitantes e acompanhantes dos pacientes. Um gesto solidário de quem vive de perto a realidade da saúde publica, assim como a estudante Juliana Guimarães de Oliveira, que viu sua mãe precisar de dez bolsas de sangue por causa de uma cirurgia. A campanha “Sou amigo de sangue do HGG”, promovida pelo Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech) e Hemocentro de Goiás (Hemogo), teve a sua segunda edição nesta sexta-feira, dia 8 de fevereiro.

“É a primeira vez que estou doando. É uma forma de retribuir o sangue que a minha mãe precisou quando teve os pés amputados por conta da diabete”, explica Juliana. A mãe continua internada no HGG. De acordo com o Hemocentro, muitos dos doadores de sangue são pessoas que já passaram por um problema de saúde na família. A cozinheira Ângela Terezinha Santos Carvalho também acompanha o sobrinho que está internado no hospital. “Já sou doadora. Estou me sentindo muito útil, pois o gesto de doação é como salvar vidas”, disse.

O diretor-geral do Hospital Alberto Rassi, André Braga, foi o primeiro colaborador a doar sangue na campanha. “Meu exemplo serve para sensibilizar outros colegas da instituição e da classe médica.” Para ele, a doação é um compromisso cívico. “Esta é uma obrigação social. Se todos tivessem essa consciência, não teríamos problemas de falta de sangue nas unidades de saúde”, disse. Ele explica que a campanha desenvolvida pelo Idtech em parceria com o Hemocentro foi extremamente importante porque fortalece a gestão da política nacional de humanização e das diretrizes da saúde.

“Estou muito feliz em poder colaborar. Era o meu maior sonho, mas nunca tive a oportunidade”, disse a diarista Maria de Fátima Lima, de Goianira. Acompanhante de sua mãe, que está em tratamento no HGG, disse que era a primeira vez que doava sangue e que não sentiu nenhuma dor na hora da doação. A campanha ocorreu entre 9 e 17 horas. O Hemocentro montou estrutura para fazer a coleta de até quatro doadores simultaneamente e contou com uma equipe composta por 20 profissionais, entre médicos, enfermeiros, psicólogos e assistentes sociais. Para viabilizar a ação, o Idtech improvisou uma área no hospital, com quatro salas, que serviu de estrutura para cumprir todas as etapas da doação: cadastro, pré-triagem, triagem, captação e lanche.


Fonte: IDTECH / HGG






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700