Goiânia, 21 de novembro de 2017    




Notícias

(01/03/2013) Para promotor, parceria com OS é a evolução da saúde pública

Nesta quinta-feira, dia 28, reunião mensal com gestores das organizações sociais no Ministério Público, teve tom de despedida. Marcelo Celestino deixará a coordenação do CAO Saúde

O promotor Marcelo Celestino promoveu a última reunião com os gestores das organizações sociais enquanto coordenador do Centro de Apoio Operacional da Saúde (CAO Saúde) do Ministério Público de Goiás. Nesta quinta-feira, dia 28 de fevereiro, o tom do encontro mensal para avaliar os avanços e desafios encontrados nos hospitais públicos de Goiás foi de despedida. “Os contratos de gestão com o Estado representaram uma alternativa polêmica, mas que tem provado ser um sucesso. As organizações sociais representam uma evolução da saúde pública”, disse.

Marcelo Celestino reconheceu as dificuldades enfrentadas pelas organizações sociais. “Trabalhar com pessoas não é fácil. O usuário do plano de saúde fica horas esperando o atendimento em um hospital privado. Quando é pelo SUS, reclamam da demora 15 minutos de espera, principalmente se a unidade for administrada por uma OS”, desabafou. Para o promotor, o modelo de gestão ainda tem muito a melhorar e o momento de fazer mudanças é agora, com a renovação dos contratos.

“Será preciso rever custos para aprimorar o modelo. A avaliação do Governo deve considerar a outra parte, pois todos estão do mesmo lado”, destacou o promotor. Ele sugeriu ainda a criação de uma associação das organizações sociais para que se unifique o discurso. “O modelo de gestão é um plano de Estado e não de Governo”, afirmou. Sobre os impactos e os burburinhos das mudanças realizadas, o promotor lembrou que quando a população foi obrigada a vacinar-se, muitos achavam o maior absurdo. Da mesma forma, quando houve a terceirização da limpeza e vigilantes. “Hoje ninguém contesta mais.”

Considerado um mediador entre população, Estado e entidades privadas, o jurista recebeu elogios de sua atuação na saúde pública. “O seu trabalho deixará na história avanços comparados com os da reforma sanitária e da oitava conferência de saúde”, disse o coordenador de Regulação Assistencial do Idtech, Rafael Nakamura. O coordenador do Instituto, José Cláudio Romero, fez questão de agradecer o apoio do promotor. “Você acreditou no nosso trabalho desde a implantação do Teleconsulta, quando todos acharam um absurdo oferecer conforto e dignidade aos usuários do SUS pela marcação de consulta pelo telefone”, declarou.


Fonte: IDTECH / HGG






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700