Goiânia, 22 de agosto de 2017    




Notícias

(07/03/2013) Vítimas de deformidades faciais terão programa multidisciplinar gratuito no HGG

Idtech, Reface e Ministério Público assinam nesta sexta-feira, dia 8, no auditório do Hospital Alberto Rassi – HGG, o termo de cooperação para a criação do Proface

Representantes do Ministério Público do Estado de Goiás, da Associação de Combate às Deformidades Faciais (Reface) e do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech) assinam nesta sexta-feira (8/3) um termo de cooperação para a criação do Programa de Tratamento de Deformidades Faciais (Proface). O Proface atenderá de forma multidisciplinar pacientes com deformidades faciais encaminhados pelo SUS. O evento será realizado às 15 horas no auditório do Hospital Alberto Rassi - HGG.

Assinarão o Termo de Cooperação Técnica o coordenador do Centro de Apoio Operacional da Saúde do Ministério Público, promotor Marcelo Celestino, o diretor de ensino e pesquisa do HGG, Marcelo Rabahi, e o presidente da Reface, Fernando Almas. A solenidade deve contar com a presença do secretário estadual de Saúde, Antonio Faleiros.

A parceria garantirá atendimento integral e totalmente gratuito a pacientes com deformidades faciais encaminhados pelo SUS. As cirurgias serão realizadas no Hospital Alberto Rassi e o acompanhamento multiprofissional de profissionais de odontologia, fonoaudiologia, nutrição e psicologia, será realizado no próprio HGG e na sede da Reface, uma entidade sem fins lucrativos especializada nesse tipo de atendimento.

O Programa do HGG tem como meta inicial realizar 25 cirurgias mensais, número que pode dobrar com a evolução do programa. Em Goiás, existe uma demanda reprimida de cerca de 200 pacientes com deformidades faciais. O Proface vem para atender essa demanda no Centro-Oeste e incrementar o Serviço de Cirurgia Buco-maxilo-facial do HGG. Em 2011, foram apenas cinco cirurgias realizadas durante todo o ano. Em 2012, foram 39. “Com o Proface, poderemos fechar 2013 com mais de 300 cirurgias realizadas, quase oito vezes mais do que no ano passado”, disse o coordenador de Regulação Assistencial do Idtech, Rafael Nakamura.

Cirurgião buco-maxilo-facial, o presidente da Reface, Fernando Almas, explica que o atendimento normalmente oferecido a pacientes com deformidades faciais representa apenas parte do tratamento que deveria ser realizado. "Muitos dos pacientes vivem em situação de isolamento social por conta da aparência. O tratamento integral é um meio de inclusão social".

Cirurgias
O programa inclui cirurgias de correção de deformidades dos maxilares, traumas e sequelas da face (provocados por acidentes automobilísticos, por exemplo). A correção do lábio leporino, como é conhecida popularmente a fissura labiopalatina, é um desses procedimentos. Trata-se de uma deformidade que compromete o lábio superior, a arcada dentária e o céu da boca, dificultando diversos aspectos funcionais, como a respiração e a mastigação.



Fonte: IDTECH / HGG





Google








IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700