Goiânia, 25 de maio de 2017    




Notícias

(12/04/2013) Plateia Social leva crianças do Cevam para ver Aladdin

Graças ao projeto, ação de responsabilidade social do Idtech, 22 meninos e meninas com histórias dramáticas de violência doméstica terão, pela primeira vez, a oportunidade de ir ao teatro neste domingo. Eles assistirão Aladdin e a Lâmpada Maravilhosa

Na vida real, eles carregam histórias de vida marcadas pela violência doméstica. Alguns foram vítimas de abuso. Outras da agressividade dos pais ou do abandono. Mas neste domingo, 14 de abril, beneficiados pelo projeto Plateia Social, ação de responsabilidade social do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech), serão, por algumas horas, mocinhos aventureiros e princesas de castelos medievais. Com o apoio do Projeto, 22 meninos e meninas abrigados no Centro de Valorização da Mulher (Cevam), assistirão às 17 horas, no Teatro Goiânia, a peça Aladdin e a Lâmpada Maravilhosa. Será a primeira vez que eles irão ao teatro.
O projeto Plateia Social é desenvolvido pelo Idtech com o apoio de parceiros. Antes do espetáculo, as crianças farão uma parada para o lanche no Castro´s Hotel, parceiro desta edição. Quitandas e salgadinhos serão cuidadosamente preparados para que a primeira vez delas no Teatro tenha sabor especial. Os ingressos também foram cedidos pela companhia Pinheiro Produções Artísticas, responsável pela turnê da peça pelo País. O Idtech será responsável pelo apoio logístico, com transporte e monitores.
O musical Aladdin e a Lâmpada Maravilhosa estreou em março, em Aracaju, e passou por Salvador, Bahia. Depois da temporada goiana, segue para o interior de São Paulo. A peça é baseada em um conto árabe, uma das histórias fantásticas de O Livro das Mil e Uma Noites, que chegou ao Ocidente em 1704, pelas mãos do escritor francês Antoine Galland (1646-1715). ´´São textos fascinantes, que, ainda hoje, para nós ocidentais, pertencem a um mundo surreal, que conta com tapetes voadores, lâmpadas mágicas, camelos e outros elementos não tão comuns a nossa cultura´´, situa o diretor Luiz Roberto Pinheiro.
Num mundo dominado por sultões, o jovem de coração puro Aladdin vive nas ruas, e, às vezes, comete pequenos furtos para sobreviver. No palácio, está à entediada princesa Jasmine. Em busca de aventura, Jasmine deixa o luxo e acaba conhecendo Aladdin no mercado popular. Injustamente, Aladdin é preso, acusado de roubo por Jafar, o vilão da história, que sabe que somente o herói rebelde pode despertar o gênio da lâmpada por ter um coração generoso. Acompanhado de Jasimine, Aladdin vive então uma aventura fantástica, com direito a tapete voador e todos os ingredientes dos contos de fada.
Esta é a segunda edição do projeto Plateia Social em 2013. A primeira ocorreu no dia 22 de março e beneficiou 30 moradores do Residencial Jardins do Cerrado, que tiveram a oportunidade de conhecer a beleza do teatro por meio de uma peça cujo tema faz parte do cotidiano dos relacionamentos: o ciúme. Eles assistiram no Teatro Sesi, o renomado espetáculo ´´Ninguém é de Ninguém´´. A coordenador do Projeto, Lili Moreira, destaca a importância da iniciativa que tem propiciado lazer e cultura a pessoas excluídas desse meio. ´´Cada edição é um presente, para eles e para nós, que os acompanhamos. São visíveis os efeitos positivos na vida destas pessoas.´´


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700