Goiânia, 29 de junho de 2017    




Notícias

(16/08/2013) Sarau do HGG leva violinista aos corredores do hospital

Pacientes, acompanhantes e colaboradores se emocionaram com o projeto de humanização que vai levar arte semanalmente para a unidade de saúde

Os primeiros acordes de “A Chuva”, de Antonio Vivaldi, começam a ecoar pelos silenciosos corredores do Hospital Alberto Rassi – HGG. O som choroso do violino entra pelos quartos e desperta a atenção de pacientes e acompanhantes. Aos poucos, cabeças curiosas vão aparecendo pelas portas, para saber quem está tocando aquela reconfortante melodia.

Com a camisola azul do HGG, cinco senhoras internadas na Clínica Médica, no quarto andar, se aproximam do violinista Antonio Carlos Hanig. Elas querem conferir de perto o sarau que se desenrola ali, na porta do quarto. As mãos logo vão aos olhos, para enxugar as lágrimas que rolam pelo rosto. Para cada uma, a música traz um sentimento, uma lembrança.

Antônio Carlos é parado no corredor. Um paciente, com uma Bíblia em mãos, pergunta se ele sabe algum hino. De pronto, o violinista levanta o arco e começa a deslizar pelas cordas as primeiras notas de “Santo! Santo!”. Os olhos do paciente marejam, o nariz funga, e ele acompanha silenciosamente a melodia.

Alguns metros adiante, enfermeiros, auxiliares e técnicos preenchiam a papelada dos pacientes. Logo são interrompidos e começam a cantar em uníssono: “Eu tenho tanto pra lhe falar, mas com palavras, não sei dizer como é grande o meu amor por você”. Esta foi a música que mais emocionou e juntou pessoas ao redor do músico. Alguns entoavam as palavras com olhos fechados e a mão repousada sobre o coração.

“Foi um momento mágico. Lindo e relevante. Parece que a gente sai de si. Estou surpresa”, afirmou a técnica de enfermagem Eliete Pinheiro, que trabalha há um ano de oito meses no hospital. “Renova nossas forças para trabalhar também e ajuda na recuperação dos pacientes. Vai ser algo que eu nunca mais vou esquecer”, disse.

Quando iniciou o Sarau do HGG, na Clínica Cirúrgica, uma das primeiras pacientes a aparecer foi a doméstica Florisdete da Silva. Ela fez uma cirurgia bariátrica na última sexta-feira, dia 9 de agosto, mas isso não a impediu de atravessar o corredor levando o suporte do medicamento, para ficar bem ao lado do violino. “Isso levanta qualquer astral. Estou impressionada com o HGG. Já estava sendo muito bem tratada. Com música agora, ficou tudo muito lindo”, elogiou.

A auxiliar de laboratório Sônia Maria da Silva Meneses, que acompanhava a tia internada não perdeu um minuto. Sacou o celular e começou a filmar a movimentação. “Eu amo música clássica e MPB. Alivia e tira o stress”. Mas a recuperação pela música mais impressionante foi de Maria das Graças Souza, que veio de Itumbiara para fazer uma cirurgia bariátrica. As colegas de quarto contaram que ela estava há dias só deitada. Quando ouviu o violino, sentou-se na cama para escutar melhor.

A apresentação terminou em grande estilo. Ao iniciar a mágica “Somewhere over the rainbow”, tema do filme “O Mágico de Oz”, os pacientes que estavam no hall assistindo novela esqueceram o folhetim e acompanharam a melodia. Para fechar, a última música apresentada foi “My way”, de Frank Sinatra, que arrancou palmas de todos que estavam em volta.

Para alguns, o evento trouxe alegrias, para outros, recordações e para alguns, até conforto. Familiares de um paciente que havia falecido naquele dia encontraram nas notas do violino o que as palavras não puderam expressar. Na saída, já na calçada do hospital, agradeceram ao músico pelo gesto de carinho. Até mesmo o violinista se emocionou ao levar arte para os pacientes.

Projeto

Esta é a segunda edição do projeto Sarau do HGG, que objetiva a humanização por meio da música e outras apresentações culturais para pacientes, acompanhantes e colaboradores. O projeto acontecerá semanalmente, quando serão convidados músicos e outros artistas para apresentar uma dose de cultura no hospital.

O projeto foi lançado no último dia 5 de agosto e reuniu a sociedade goiana para a apresentação da pianistas Consuelo Quireze e Maria Lúcia Roriz, que fizeram uma apresentação a quatro mãos das composições de Antonin Dvorak, Astor Piazzolla e Heitor Villa-Lobos. Um piano de cauda foi posicionado no hall do hospital especialmente para as apresentações semanais.

Fonte: IDTECH








GALERIA DE IMAGENS DO CONTEÚDO:

  • Sarau do HGG leva violinista aos corredores do hospital
  • Sarau do HGG leva violinista aos corredores do hospital
  • Sarau do HGG leva violinista aos corredores do hospital
  • Sarau do HGG leva violinista aos corredores do hospital
  • Sarau do HGG leva violinista aos corredores do hospital
  • Sarau do HGG leva violinista aos corredores do hospital
  • Sarau do HGG leva violinista aos corredores do hospital
  • Sarau do HGG leva violinista aos corredores do hospital
  • Sarau do HGG leva violinista aos corredores do hospital
  • Sarau do HGG leva violinista aos corredores do hospital
  • Sarau do HGG leva violinista aos corredores do hospital





IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700