Goiânia, 23 de setembro de 2017    




Notícias

(17/09/2013) HGG implanta rastreamento de equipamentos e materiais

Todos os danos e sinistros ocorridos devem ser comunicados imediatamente para que a manutenção seja feita com rapidez, evitando a suspensão de procedimentos

Todo e qualquer dano ou sinistro ocorrido com equipamentos e materiais em uso no Hospital Alberto Rassi – HGG deverá ser notificado compulsoriamente à Engenharia Clínica e à Diretoria Administrativa da unidade para as providências necessárias. A medida é para que eventuais reparos sejam feitos com maior rapidez, evitando prejuízos para a realização de procedimentos. Ela foi comunicada a todas as diretorias, comissões, gerências, chefias e coordenações por meio de comunicação interna da Diretoria Administrativa.

O diretor administrativo do HGG, Alessandro Purcino, explica que o rastreamento já está sendo feito. Ele alerta que alguns equipamentos são muito sensíveis e pondera que a medida tem também um caráter preventivo, abrindo a possibilidade avaliar se a manutenção feita está satisfatória ou se precisa ser melhorada. “Somos também um hospital de ensino, temos muitos residentes que, eventualmente, não dominam bem as técnicas, o que pode levar à ocorrência de problemas”, esclarece Purcino.

Além disso, com o rastreamento, será possível fazer reparos sem que o equipamento se danifique por completo. O diretor administrativo cita como exemplo as fontes de luz usadas para videocirurgias. Elas são feitas de fibras óticas da espessura de um fio de cabelo. “À medida que um cabinho se rompe, fica aquele ponto cego. Com essas medidas de atenção, poderemos ter uma avaliação prévia do equipamento, fazendo pequenos reparos quando surgir a necessidade”. O objetivo é acompanhar a manutenção da qualidade dos equipamentos e do serviço de assistência técnica, sempre buscando maior segurança para os pacientes e profissionais envolvidos.

Com o rastreamento também será possível acompanhar a reincidência de manutenções com um mesmo equipamento/material, permitindo ainda a verificação da relação custo-benefício do reparo ou da substituição do item.

A notificação compulsória de danos deverá apresentar a descrição do material ou equipamento (se possível, com modelo, marca e número do patrimônio), descrição do sinistro ocorrido e de como aconteceu, data e horário da ocorrência, identificação do profissional que manuseou o material ou equipamento e o histórico de uso (últimas três utilizações, em que procedimentos e por quais profissionais).




Fonte: IDTECH





Google








IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700