Goiânia, 23 de junho de 2017    




Notícias

(01/10/2013) Pacientes do HGG fazem coro na passagem de Xexéu pelo Sarau

Mesmo quem estava na cama, cantou a plenos pulmões. Outros revelaram ter bonitas vozes e acompanharam o músico nas canções mais famosas

Na última quinta-feira, 27 de setembro, o Hospital Alberto Rassi – HGG virou coro para o músico Xexéu, que visitou o hospital como parte do projeto Sarau do HGG. Foi impossível para pacientes, acompanhantes e até a própria equipe não cantar a plenos pulmões os sucessos que ele levou no violão.

Um dos primeiros a gostar do som foi Gleisson Ramiles da Silva. Quando Xexéu ainda estava no corredor, ele já cantava alto e movimentava os braços na cama. Mas no quarto, todos em coro entoaram “É preciso saber viver”, de Roberto Carlos. Outra música virou trilha sonora para Débora Vilela. Ao som de “Pais e filhos”, da Legião Urbana, ela contou que sempre cuidou dos filhos e, agora no hospital, são os dois filhos que cuidam dela.

Patrícia Rodrigues, de 26 anos, foi tiete e fez questão de tirar fotos com Xexéu. “Como é grande meu amor por você” virou declaração de Vandelúcia Maria da Silva para sua mãe, Geralda Martins, de 86 anos, internada a 42 dias no HGG. Ela mora em Barcelona e está em Goiânia só para cuidar da mãe.

A voz grave de Pedro Rodrigues Lima, de 66 anos, se juntou á de Xexéu e de toda a equipe que acompanhava o cantor. Com a bela voz, ajudou nas letras de “Noites traiçoeiras”. “A música cura qualquer pessoa. Além do tratamento do HGG. A alegria, paciência e boa vontade da equipe chamaram a atenção”, disse.

Ao chegar à Sala de Intercorrência e cantar “Tente outra vez”, de Raul Seixas, Maria Suely se emocionou. Tanto que o aparelho de monitoramento cardíaco ao lado estava marcando 102 batimentos por minuto. A filha, Núbia Cristina Soares, que saiu de Iporá para cuidar da mãe, agradeceu ao cantor e também posou para fotos.

Xexéu afirmou estar mais feliz que os pacientes com o trabalho feito. Ele contou que havia, naquele mesmo dia, cantado para detentos. “Faço como está escrito no Evangelho: visite os presos e os enfermos. E eu levo alegria a eles”, explicou. O Sarau do HGG é um dos projetos de humanização do Hospital Alberto Rassi. A iniciativa leva música aos pacientes e colaboradores todas as semanas.


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700