Goiânia, 28 de abril de 2017    




Notícias

(06/06/2014) Moradores de Rua acessam à Internet durante edição especial do Solidariedade.ponto. com

Projeto foi realizado nesta quinta-feira, dia 5, na Praça do Bandeirante, setor Central. Ações foram desenvolvidas em parceria com o Ministério Público de Goiás

O projeto Solidariedade.ponto.com, coordenado pelo Instituto Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech), promoveu nesta quinta-feira, dia 5, ações voltadas para os moradores de rua da região central da capital. O Instituto ergueu na Praça do Bandeirante, encontro das Avenidas Goiás e Anhanguera, uma tenda com computadores e acesso à Internet gratuito para o público. As ações foram realizadas em parceria com o Ministério Público de Goiás, que promove o seminário “Povos de Rua: visibilidade, políticas públicas e perspectivas”.

Wesley Tavares, de 33 anos, está em Goiânia há três semanas. Ele, que é natural de São Paulo, mas foi criado com a avó no município goiano de Jataí, conta que veio para a capital por sofrer grande decepção com a família, e desde então peregrina pelas ruas. Para ele, ações voltadas para os moradores de rua deveriam ser mais frequentes e valorizadas. “Numa sociedade que não se preocupa com gente como nós, um movimento como esse aqui está sendo maravilhoso para mim. Estou jogando, ouvindo o som bacana aqui no fone, acessando notícias, está ótimo!”.

Quem também não desgrudou os olhos do computador foi Antônio Araújo. O ajudante de pedreiro, de 49 anos, veio para a capital há dois anos para trabalhar, mas com os baixos salários ofertados ele não conseguiu se sustentar e ao mesmo tempo enviar dinheiro para a família, que está no município de Ouricuri, interior de Pernambuco. Araújo passou a manhã inteira assistindo vídeos de festas típicas populares da sua cidade, como as quadrilhas, e documentários sobre o Estado. “Hoje o meu maior desejo é pegar uma passagem de ônibus e voltar para a minha casa. Lá eu tenho esposa e meus seis filhos, mas eles não conseguem me ajudar porque vivem do Bolsa Família”, sensibiliza.

Além da inclusão digital, os moradores de rua receberam da Secretaria de Saúde (SES), Universidade Federal de Goiás (UFG), Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) e do Ministério Público de Goiás diversas orientações na área da saúde e Justiça. Quem participou pôde aferir pressão arterial, realizar testes de glicemia, se vacinar e ter acesso às informações relacionadas à situação de rua.

O assessor de Assuntos Institucionais do Idtech, Alex Lima, comemora o resultado da ação. De acordo com ele, cerca de 500 pessoas, moradores ou não de rua, passaram pelas tendas montadas na Praça do Bandeirante. Ele explica que a intenção é fazer com que atividades como essa tenham continuidade no decorrer do ano. “Nós tivemos uma aceitação muito grande das pessoas que passavam pelo local e do nosso público alvo, que são os moradores de rua.”


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700