Goiânia, 29 de junho de 2017    




Notícias

(10/06/2014) HGG acreditado garantiu melhorias para os pacientes

O principal objetivo da acreditação foi estabelecer medidas de segurança na assistência. Desde 2013, foram realizados investimentos e implantados novos protocolos

O processo de adequação às diretrizes recomendadas pela Organização Nacional de Acreditação se iniciou em 2013, quando foi traçado um plano de ação que envolveu todos os cerca de 1.200 colaboradores do Hospital Alberto Rassi – HGG. A implantação de protocolos, alterações de fluxos e investimentos na estrutura física foram acompanhados mensalmente por uma consultoria externa (Make Sure, de São Paulo).

Como o nível 1 da certificação prevê o atendimento aos requisitos básicos da qualidade na assistência prestada ao cliente, cujo princípio é a segurança, foram adotados novos parâmetros e alguns que, inclusive, não são vistos nem na maioria dos hospitais da rede particular. Todos os leitos ganharam grades, que previnem quedas e maiores acidentes. Também foram adquiridos novos suportes de soro, armários de cabeceira, novas lixeiras para a segregação correta de resíduos e novas cadeiras para acompanhantes, estas almofadadas e com sistema de regulagem.

Prontuários mais organizados e sistemas que reduzem as chances de erro médico também passaram a fazer parte do dia a dia do hospital. Um dos sistemas adquiridos foi o Epimed. No Centro de Terapia Intensiva (CTI), cada paciente internado tem sua ficha atualizada eletronicamente a qual conta com informações sobre medicação administrada e quadro clínico, além de balanços gerais de medicamentos mais utilizados, recuperações, óbitos e outros.

Para o tráfego dentro do hospital sistemas de identificação foram implantados. Aqueles que passam pela internação e Ambulatório são identificados com etiquetas e pulseiras, o que, além de prevenir danos, torna o atendimento mais ágil e seguro. Também para prevenir erros, os medicamentos de alto risco – aqueles que são considerados potencialmente perigosos e que se forem administrados incorretamente podem causar sérios danos – passaram a ser identificados com etiquetas vermelhas, o que reduz as chances de erros.

Outra medida de segurança foi a instalação de um telefone exclusivo para emergências. Pacientes, acompanhantes e colaboradores podem informar situações emergenciais como agressões, intercorrências, furtos, desabamentos e incêndios dentro da unidade. Também neste sentido, a Brigada de Incêndio, por exemplo, instituída como requisito à Acreditação, fica à disposição para atender qualquer chamado. Para treinar os brigadistas, o HGG realizou no mês de março uma grande simulação de incêndio. A ação contou com a participação de estudantes que foram verdadeiros atores da “tragédia”.

Quanto à informação e à gestão hospitalar, os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) ganharam novas vias de comunicação. Quadros murais foram instalados em todos os andares, os quais trazem informações sobre eventos e também informativos sobre programas de atendimento ao público como Alzheimer, Parkinson e Programa de Cirurgia e Controle da Obesidade (PCCO) cursos, congressos, reuniões e outros. Ativamente, pacientes também passaram a contribuir com a administração do hospital, por meio da Gestão Cidadã. O projeto conta com nove ferramentas de diálogos: Conselho Local de Saúde, Site, Totens de Pesquisa, Central de Relacionamento com o Paciente, WhatsApp, Ouvidorias Presencial e Eletrônica e Caixas de Sugestões.

Os equipamentos e a estrutura física do prédio também passaram por mudanças. Novos aparelhos e equipamentos foram adquiridos, bem como passaram a contar com sistema de chamados que prevê o tempo de vida do aparelho, manutenções e custos. O HGG também foi todo reformado e adequado às exigências de segurança do paciente.

Mesmo após conseguir a certificação do primeiro nível, o HGG pode perder o título, caso as rotinas não sejam seguidas. Para verificar as atividades, colaboradoras da ONA realizarão continuamente visitas no hospital. Neste sentido, há o Comitê da Qualidade, que tem como principal objetivo assegurar a melhoria contínua das ações e serviços prestados, além de auxiliar os gestores da unidade da implementação de ferramentas, gestão de documentos, processos e auditorias internas. O grupo é formado por 17 profissionais que atuam no hospital em diversas áreas estratégicas.

Confira abaixo alguns dos protocolos adotados para que o Hospital Alberto Rassi fosse certificado pela ONA:

• Criação e estruturação do Comitê da Qualidade;
• Implantação do Planejamento Estratégico;
• Implantação de diversos indicadores de apoio à gestão;
• Implantação de programa de manutenções preventivas dos equipamentos hospitalares;
• Reforço da atuação dos coordenadores e do caráter preventivo das comissões técnicas;
• Implantação da Política de Avaliação e Qualificação de fornecedores;
• Implantação das Políticas de: Identificação do Paciente; Prática de Higienização das mãos; Redução do risco de queda e úlcera por pressão; Cirurgia segura; Gerenciamento de riscos de consentimento esclarecido;
• Implantação da avaliação pré-anestésica e da recuperação pós-anestésica;
• Implantação da rastreabilidade dos medicamentos;
• Implantação do projeto Gestão Cidadã;
• Implantação de prática de cuidados integrais aos pacientes, através de equipe multidisciplinar;
• Instalação de controles de acesso no Centro Cirúrgico e CTI;
• Aquisição de carrinhos para administração de medicação à beira do leito;
• Aquisição de cadeiras para os acompanhantes de pacientes;
• Aquisição de novas lixeiras para segregação correta dos resíduos;
• Reforma e pintura dos corredores, aquisição de grades, escadas, suporte de soro e armários de cabeceira para todas as alas;
• Estruturação de abrigos para acondicionamento dos resíduos químicos;
• Aquisição do sistema Epimed e implantação do Escore Prognóstico no CTI;
• Implantação da Brigada de Incêndio;
• Instalação de telefone exclusivo para situações de emergências.


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700