Goiânia, 24 de outubro de 2017    




Notícias

(16/06/2014) Palestras motivam colaboradores a fazerem descarte correto do lixo

Na sexta-feira, 06 de junho, os funcionários do HGG puderam compreender a importância de realizar corretamente a segregação de resíduos

No dia 06 de junho os colaboradores do Hospital Alberto Rassi – HGG foram foco de palestras desenvolvidas em comemoração à Semana Mundial do Meio Ambiente. Por meio das explanações, eles puderam entender a necessidade de realizar a segregação correta do lixo.

A gerente de Hotelaria do HGG, Karolynne Nogueira, esclareceu que, atualmente, o maior quantitativo de lixo do hospital é o comum e que ainda é preciso reforçar a segregação correta de lixo, já que resíduos do tipo comum são colocados nos recipientes destinados ao infectante. “Registramos no ano de 2013 sete acidentes de trabalho com o pessoal da Higien (empresa terceirizada contratada pelo Idtech responsável pela limpeza do HGG) e cinco com os colaboradores da Lavanderia por conta do descarte incorreto do lixo. Precisamos conscientizar os trabalhadores para segregarem corretamente e zerarmos esses acidentes de trabalho”, reforçou.

A enfermeira da Educação Continuada, Fabrícia Cândida, também explicou demonstrou para os presentes alguns resíduos que são facilmente confundidos e descartados incorretamente. “Várias pessoas descartam curativos pensando que podem ser jogados no lixo comum. Isso não pode acontecer. Curativos e quaisquer outros itens que entrem em contato direto com o paciente devem ser descartados no lixo infectante”.

As blitzes realizadas no hospital também foi de grande importância para a colaboradora Ariana Malaquias, enfermeira da Central Humanizada de Internação (CHI). Voluntariamente, ela percorreu por todo o hospital informando a importância da segregação na unidade. “É importante que todo o hospital esteja envolvido neste momento. A segregação não é só importante para quem trabalha na assistência. As demais áreas também precisam ficar atentas para, em alguma situação, realizar o descarte dos outros tipos de lixo também”, ressalta.

Além disso, a exposição montada na recepção central foi bastante útil para aqueles que ainda ficaram com dúvidas sobre a segregação do lixo, como foi o caso de Anderson Xavier, que atua na área da Segurança do HGG. “Achei muito bacana esses painéis, porque eles mostram o que são resíduos e suas características, além de mostrarem como é o fluxo desses resíduos no hospital”, opinou.

Para o Engenheiro Ambiental Daniel Régis, ações de conscientização devem ser sempre reforçada com os colaboradores, uma vez que trata-se de uma unidade de saúde. “Hoje contamos com mais de 200 leitos. É como se fosse uma mini-cidade. Há a produção de lixo comum, o refeitório com o lixo orgânico, as assistências com lixos infectantes. É preciso ter noção de que cada pessoa é um produtor potencial de resíduos”.

A enfermeira Fabrícia Cândida, que também foi uma das voluntárias nas blitzes, acredita que a segregação correta do lixo é algo que deve ser inserido na cultura do brasileiro. “Vejo isso como um passo a passo. Primeiro é preciso incentivar, e esperar que as pessoas evoluam com os exemplos”, conclui.


Fonte: IDTECH






IDTECH - Todos os direitos reservados

Rua 01, Qd. B-1, Lt. 03/05 nº 60 - Térreo, Setor Oeste, Cep. 74115-040, Goiânia/GO
Telefone: 62 3209-9700