18/02/2021 - Hemorrede indica colaboradores para atuar no combate à dengue nas unidades da capital e do interior



Os novos ´´síndicos dengueiros´´ atuarão contra os focos do mosquito Aedes aegypit pelos próximos seis meses

Dengue? Aqui não! A Hemorrede Pública de Goiás publicou portarias designando nove colaboradores para atuarem como "Síndicos Dengueiros" no Hemocentro Coordenador Estadual Prof. Nion Albernaz e nas oito unidades do interior do Estado. A ação atende o Decreto Estadual Nº 7.222 de 2011, que orienta a atuação do síndico dengueiro pelos próximos seis meses.

O papel do síndico dengueiro é dar orientações sobre inspeções diárias para as equipes de higienização e limpeza, além de realizar vistorias semanais com preenchimento de check-list e providências adotadas frente às intercorrências contra o mosquito Aedes aegypit. Também é dever do síndico dengueiro implementar ações para evitar a criação de focos e proliferação do mosquito transmissor da dengue.

De acordo com o auxiliar administrativo do Hemocentro Coordenador, Thiago Augusto Barbosa Santana, que permaneceu na função de síndico dengueiro da unidade da capital pelo segundo ano consecutivo, o trabalho de combate à dengue já está em andamento. "Já tenho conversado com os colaboradores para não jogarem lixo no chão e nem no canteiro de obras. Com a reforma, nossa atenção está sendo redobrada", afirma.

Thiago já listou algumas ações que deve manter para eliminar os focos do mosquito, tais como: limpeza da caixa dágua e bandeja dos aparelhos de ar-condicionado, verificação do material descartado com a reforma e dos ralos da unidade. "Temos que manter tudo limpo. Monitoro todos os ambientes diariamente e peço aos colegas que tenham essa mesma dedicação", afirma.

Os síndicos dengueiros das outras unidades são: Valdirene Garcia, no Hemocentro Regional Catalão; Jacqueline Gomes, no Hemocentro Regional Ceres; Evanda Martins, no Hemocentro Regional Jataí; Katrinny Dutra, no Hemocentro Regional Rio Verde; Holinda Melo, na Unidade de Coleta e Transfusão (UCT) de Formosa; Natane Porto, na UCT de Iporá; Samira Campos, na UCT de Porangatu; e Louane Dias, na UCT de Quirinópolis.



Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS