23/08/2022 - Idtech realiza workshop sobre gestão de riscos para gestores



Ação faz parte do Programa de Compliance implantado no Idtech e nas unidades geridas pelo Instituto

Na última quarta-feira, 17 de agosto, o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano – Idtech realizou um workshop sobre gestão de riscos para gestores da Central de Serviços Compartilhados (CSC) e das unidades geridas pelo Idtech – Hospital Estadual Alberto Rassi (HGG), Rede Estadual de Hemocentros (Rede Hemo) e Central de Atendimento ao Cidadão – Teleconsulta. De acordo com a advogada e coordenadora do Programa de Compliance do Idtech, Adriane Espíndola, a proposta do evento foi qualificar os colaboradores que já desempenham essas tarefas. “Tanto na Rede Hemo, como no HGG, nós já fazemos esse gerenciamento de riscos. Na medida em que as notificações são realizadas, o gestor tem a possibilidade, a partir de uma análise crítica, traçar estratégias para solucionar o assunto sem prejuízos na qualidade dos serviços.”

Espíndola abriu o evento destacando que a responsabilidade de fazer compliance em uma instituição deve ser compartilhada de forma integral entre seus colaboradores. “Nós temos que pensar em pessoas e não em processos, porque a gestão de risco é feita por meio de processos, mas quem faz esse trabalho são as pessoas, que precisam ser envolvidas nessa cultura de integridade de uma forma humanizada”, disse a coordenadora.

Adriane reforçou que os comitês de compliance de cada unidade devem se pautar por sete pilares: comprometimento da alta gestão, autonomia, mapeamento de riscos, código de conduta ética, política e procedimentos, treinamento e comunicação e, por fim, monitoramento contínuo. “Os comitês de compliance funcionam como demais comitês deliberativos, ou seja, não existe interferência da alta gestão nas decisões, e o seu papel é orientativo, então ele tem o papel de fazer uma análise dos riscos e alertar a alta direção.”

Para o gerente de controle interno e prestação de contas do Idtech, Roberto Braga, o tema é muito importante e deve ser debatido entre todos os profissionais - estatutários e celetistas. “É fundamental que todos saibam o que é Compliance, qual a sua finalidade e como cada um pode contribuir para o programa. De tal forma, que tenham ciência que não é uma portaria ou uma norma sem utilidade, ou que não sairá do papel, mas sim, algo que veio para ficar, que já está sendo efetivada, e que irá nos resguardar e dar confiança para as atividades diárias da Instituição.”

Ana Paula Araújo, gerente de Análises Clínicas no Hemocentro Coordenador, destacou que o programa ganha mais importância no setor público, onde se exige mais rigor, devido ao uso de dinheiro público. “Essa política de transparência é muito forte no Hemocentro, onde o Programa de Compliance já foi implantado e todos os colaboradores estão bem engajados. Nosso objetivo agora é aprimorar nossos processos e fazer a gestão de riscos no sistema de segurança do paciente, que também passa a nos auxiliar nas notificações de Compliance”, afirma.

A gerente de enfermagem da Clínica Médica do HGG, Leonara Alves, acredita que o Workshop de Gestão de Riscos foi essencial para auxiliar todos os gestores a ter um novo olhar sobre os problemas que podem surgir em seus setores, e como mapear cada um deles, traçando estratégias para solucioná-los. “Têm falhas que nós conseguimos prevê-las e gerenciá-las a fim de prevenir que elas aconteçam. Hoje foi um momento de integrarmos ações e ter essa troca com as outras equipes foi muito enriquecedor, para que todos possam trabalhar com mais seguranças atingindo nossas metas de excelência aqui no HGG”, disse.

Segundo a supervisora de enfermagem do Teleconsulta, Esterliane Neres, as ações de Complaince no Idtech e nos projetos geridos pela organização, reforçam o comprometimento ético da instituição com a melhoria contínua de gestão. “Acredito que hoje nós temos um diferencial, visto que além de dar mais transparências as nossas ações, teremos melhorias no ambiente organizacional.”




© IDTECH, Hospital Estadual Alberto Rassi/HGG, Hemocentro de Goiás - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS