01/02/2019 - Adolescentes em conflito com a lei iniciam ano letivo no Case de Anápolis



Aulas na escola, que funciona dentro da unidade, iniciaram na semana passada. Adolescentes terão acompanhamento individualizado de ensino e cursos profissionalizantes

Na última semana, os adolescentes que cumprem medidas de internação no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Anápolis iniciaram as aulas do ano letivo de 2019. Os estudantes estão matriculados no Centro de Educação de Jovens e Adultos Professor Elias Chadud – unidade escolar extensiva que funciona dentro do Case de Anápolis.

Na primeira semana do ano escolar os adolescentes participaram de atividades de acolhida na escola, além da apresentação do material didático e do Projeto Político Pedagógico específico do socioeducativo. As atividades esportivas e as aulas de informática também reiniciaram na semana passada.

A pedagoga do Case de Anápolis, Maria Conceição dos Santos, esclarece que para 2019 a equipe pretende atuar na conscientização e no atendimento pedagógico com os adolescentes, mostrando sobre a importância da educação na transformação dos indivíduos e na formação da cidadania. “Vamos articular um atendimento especializado com cada um deles, principalmente trabalhando as deficiências daqueles estudantes que possuem mais dificuldades de aprendizado ou que demonstre alguma carência de ensino. A ideia é estimular neles o interesse pelos estudos, pelo conhecimento”, destacou.

Como forma de incentivo, a pedagoga conta ainda que a unidade iniciou na segunda-feira (28) um curso profissionalizante de Marketing Pessoal em parceria com o Instituto Tecnológico do Estado de Goiás – Itego. Cerca de 25 alunos estão matriculados. “Nosso objetivo é que eles saiam da unidade com o ensino médio concluído e preparados para o mercado de trabalho”, ressaltou.




Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH, Hospital Estadual Alberto Rassi/HGG, Hemocentro de Goiás - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS