06/03/2019 - Educação do Case de Anápolis é destaque em reunião com entidades do estado



Representantes da unidade mostraram os resultados obtidos pelos internos da unidade com as provas do Enem, Encceja e ingresso de adolescentes em cursos profissionalizantes e superior

As técnicas do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case), Eliane Sodré, Ana Alice Cunha, Maria Conceição dos Santos, juntamente à diretora da Escola Estadual Elias Chadud, que funciona dentro do Case, Edelzina Pereira, e a representante do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech), Natalie Alves, participaram na quinta-feira, 21 de fevereiro, da primeira reunião ordinária de 2019 para planejar as ações da Política de Atenção Integral à Saúde dos Adolescentes em Conflito com a Lei (Pnaisari) das unidades socioeducativas de Goiás. O Idtech integra o grupo de trabalho estadual por ser a organização social responsável por administrar o Case de Anápolis.

O encontro reuniu vários integrantes de unidades socioeducativas de Goiás no Conselho Estadual de Saúde em Goiânia e contou com o apoio das secretarias de Saúde, Desenvolvimento Social e Secretaria Cidadã.

Na pauta, o grupo de trabalho tratou sobre a educação das unidades. A coordenadora pedagógica do Case de Anápolis, Ana Alice Cunha, mostrou os resultados obtidos pelos internos da unidade com as provas do Enem, Encceja (Exame Nacional de Certificação da Educação de Jovens e Adultos) e ingresso de adolescentes em cursos profissionalizante e superior.

No dia 31 de janeiro o Ministério da Educação divulgou o resultado do Encceja do sistema socioeducativo e cinco adolescentes do Case de Anápolis que cursavam o ensino médio em 2018 fizeram a prova, três deles tiveram um bom desempenho no exame e receberam a certificação de conclusão do Ensino Médio.

“A unidade tem trabalhado para que esses adolescentes mudem a realidade por meio da socioeducação. Já temos no Case, desde agosto de 2018, aliadas à escola regular, atividades esportivas e de recreação para estimular valores e possibilitar uma transformação individual para adolescentes”, destacou Ana Alice.

Pnaisari

A Política de Atenção Integral à Saúde dos Adolescentes em Conflito com a Lei em Regime de Internação e Internação Provisória (Pnaisari) foi instituída em julho de 2004, por meio da parceria entre o Ministério da Saúde, Secretaria de Direitos Humanos e Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, visando garantir direitos fundamentais aos adolescentes que se encontram em situação de vulnerabilidade social.





© IDTECH, Hospital Estadual Alberto Rassi/HGG, Hemocentro de Goiás - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS