25/03/2019 - Sarau do HGG resgata memórias e sensibiliza pacientes durante apresentação dos Irmãos Souza



O grupo se apresentou para o público do Hospital na última quinta-feira, 21 de março

Seria apenas mais uma das apresentações artísticas de rotina do Sarau, um dos mais importantes projetos de humanização desenvolvido pela equipe do Hospital Estadual Alberto Rassi (HGG). Mas, na última quinta-feira, 21 de março, o Sarau sensibilizou pacientes que acompanharam o show dos violeiros Dione e Danilo e do sanfoneiro Sandro que, juntos, formam o grupo “Irmãos Souza”.

Além do sertanejo raiz, que resgatou memórias de quem assistiu à apresentação, ao final do show, o grupo provocou emoções nos pacientes, principalmente no aposentado Benedito Luiz da Silva, de 83 anos, ao permitir que ele tocasse umas notas na sanfona. “Tenho três dessa em casa e, desde quando adoeci, nunca mais toquei, mas hoje consegui, apesar de estar numa cadeira de rodas”, sussurrou emocionado. O paciente está no HGG para se recuperar de um problema de próstata e acompanhou, mesmo com dificuldades, toda a apresentação.

Canções que até hoje tocam, não só à viola, mas o coração de quem escuta, como “Colcha de Retalhos”, “Franguinho na panela”, “Fio de Cabelo” e “Chalana” fizeram parte do repertório escolhido especialmente pelo grupo para o público do HGG. “Foi uma tarde muito abençoada e muito emocionante também. É um momento que emociona muito todos nós porque sabemos o tanto que a moda de viola agrada o público, faz lembrar de um tempo bom”, destacou Dione, o porta-voz dos Irmãos Souza.

Para a aposentada Elenice Borges, de 60 anos, o Sarau foi um momento único, pois fez lembrar dos familiares que já se foram. “Adorei! Internei aqui no HGG dia 18 de março e já recebi música no quarto e agora aqui, em um show especial para a gente. Acho que isso aqui tudo que vocês fazem ajuda demais a gente. Tem um ditado que diz ‘quem canta seus os males espanta’ e hoje tivemos a oportunidade de tirar todos os males que estão dentro de nós: uma angústia do passado ou um sofrimento. Quando ouvimos uma música dessa, lembramos dos nossos pais, dos nossos avós e isso tudo anima a gente e conforta. Tenho certeza que essas ações aqui do HGG ajudam a recuperar qualquer doente”, acentuou.

Realizado semanalmente no HGG, em horários alternados, o Sarau integra as ações de humanização do Hospital e oferece aos pacientes, acompanhantes, visitantes e colaboradores shows de diversos estilos. Todas as apresentações são voluntárias.




© IDTECH, Hospital Estadual Alberto Rassi/HGG, Hemocentro de Goiás - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS