01/04/2019 - “É importante melhorar a alimentação das crianças, e essa responsabilidade está nas mãos dos pais”, alerta nutricionista do HGG



Valéria de Souza explicou nesta quinta-feira 28 de março, sobre os riscos de manter uma alimentação desiquilibrada

Com o intuito de alertar os usuários que aguardavam por consulta no Ambulatório de Medicina Avançada (AMA), do Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG, a gerente do Serviço de Nutrição da unidade, Valéria de Souza, ministrou palestra abordando sobre os riscos de uma alimentação desequilibrada. A ação alusiva ao Dia Nacional da Nutrição aconteceu nesta quinta-feira, 28 de março, e discutiu sobre os malefícios do açúcar, frituras, sódio, entre outros componentes presentes no cardápio das famílias.

Valéria explicou que os pais precisam ficar atentos à alimentação dos filhos, já que as crianças não possuem dinheiro e autonomia para comprar as famosas “besteiras”. “Quem vai ao supermercado e traz a comida para dentro de casa são os pais, quem escolhe são eles. A criança não pega o dinheiro e compra um salgadinho, por exemplo. Se ela está comendo esse tipo de comida, está sendo incentivada por alguém. É importante melhorar a alimentação das crianças, e essa responsabilidade está nas mãos dos pais”, alertou.

Cozinhar com a banha de porco foi outro assunto muito debatido durante a palestra. Várias pessoas perguntaram à nutricionista se realmente era mais saudável utilizar a gordura suína para o preparo de alimentos. “Os nossos ancestrais cozinhavam com a banha, e com o passar do tempo começamos a utilizar o óleo. Porém, vários estudos recentes mostraram que o óleo é mais prejudicial e então os especialistas passaram a recomendar o uso da banha de porco”, declarou.

Ao final da atividade, Valéria deixou uma frase para a reflexão. “Vamos desembalar menos e descascar mais”. O aposentado João de Souza, 63 anos, elogiou a iniciativa de palestras durante o período de espera de atendimento no hospital. “É uma forma de aproveitar o nosso tempo aqui, gostei bastante. Tudo que é para o bem do paciente é bem-vindo. Existe uma grande discussão sobre a banha de porco, e eu já utilizo há muito tempo. Mas depois que as pessoas descobriram que é mais saudável cozinhar com ela, o preço subiu demais, agora fica até difícil comprar”, finalizou.




© IDTECH, Hospital Estadual Alberto Rassi/HGG, Hemocentro de Goiás - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS