05/07/2019 - Paciente do Ambulatório TX do HGG é destaque em rede social



Chef Paola Carosella, jurada do programa Master Chef, publicou foto com John Maia nesta quinta-feira, 4 de julho. Até o momento, publicação recebeu cerca de 170 mil curtidas

Uma foto postada nesta quinta-feira, 4 de julho, no instagram da chef de cozinha, Paola Carosella, e pronto: John Maia viu a sua vida mudar literalmente da noite para o dia. Até agora a publicação conta com cerca de 170 mil curtidas, e muitas manifestações positivas dos seguidores da chef. Veículos de imprensa de todo o país já ligaram para ele pedindo entrevistas, e o seu perfil na rede social foi bloqueado devido ao enorme número de interações. Nas primeiras duas horas da publicação, ele recebeu mais de 700 solicitações pedindo autorização para seguir o seu perfil.

Paola chegou a Goiânia na quarta-feira, 3 de julho, para a formatura dos alunos do projeto “Longe das Ruas, Perto dos Sonhos”, do Ministério Público do Trabalho em Goiás (MPT-GO), além de ter participado na quinta-feira, 4 de julho, da abertura do curso de assistente de cozinha do projeto “Cozinha e Voz – Libertando Sonhos”. Foi no presídio feminino de Aparecida de Goiânia que a foto foi tirada.

John é monitor dos projetos sociais, mas para chegar a essa monitoria, passou por um percurso longo e doloroso. Homem trans, ex-morador de rua e ex-presidiário, ele contou a sua história para a chef, que divulgou em sua rede social finalizando com a mensagem “Obrigada por nos ensinar tanto”.

Ativista e militante dos direitos LGBTQIA+ (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais, queers, intersexuais, assexuais e outras identidades ou formas de orientação), ele foi o primeiro paciente do Serviço Especializado do Processo Transexualizador – Ambulatório TX do Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG a se submeter a uma mamoplastia masculinizadora. Ele conta que chegou ao HGG após uma busca pela internet. A sua transição começou no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (HC-UFG -GO), mas depois migrou para o HGG. A cirurgia de retirada das mamas completou um ano e mudou a sua vida.

“A cirurgia é a realização de um sonho, foi o momento em que eu pude me ver como sempre sonhei. É muito bom olhar no espelho, poder andar sem camisa, eu me autoreconheci. O HGG é o único no Estado que oferece um tratamento completo para a população trans, temos atendimento com ginecologista e até mesmo com fonoaudiólogos, psicólogos, endocrinologistas”, declara.

No seu relato publicado nas redes sociais, ele conta a história de vida, que já morou na cracolândia de São Paulo, ficou preso um ano na penitenciária feminina de Santana com mais três mil mulheres. Explica que conheceu o projeto Cozinha e Voz e a partir daí mudou a sua vida. “Foi um divisor de águas na minha vida e agradeço muito a Deus por isso e fui convidado para ser monitor de todos os cursos. Hoje, estar no presídio com a turma nova e participar do projeto com moradores de rua, faz eu me sentir lisonjeado por poder ver a mudança de cada um, porque eu saí de todos os lugares, saí da rua, saí do presídio. Da mesma forma que o chão é colchão deles, o chão também é o meu colchão. Eu inspiro todos eles porque eles veem que podem mudar de vida”, disse.

Sobre o seu encontro com a chef Paola Carosella, ele conta que ficou sem reação. “Eu imaginei tanta coisa para quando eu fosse encontrar a Paola, pensei que iria pedir para tirar uma foto, mas nunca imaginei que fosse da forma que aconteceu: em um presidio. Isso fecha um ciclo pra mim. Ela foi muito humana e a forma como ela falava passando a mão no meu rosto foi muito especial”.

John se disse assustado com toda essa repercussão, mas de uma coisa tem certeza: não quer mudar a sua essência. “Sou uma pessoa simples, nem sei usar direito a rede social. Até agora não consegui mandar a postagem para a minha filha ver. Mas o que eu tenho certeza é que jamais vou esquecer da onde eu saí, da minha essência, da minha origem. Se hoje eu consegui ser visto, é porque Deus proporcionou esse momento. O meu desejo é continuar com os projetos sociais com a população de rua, trans e nos presídios, que é onde eu me sinto verdadeiramente realizado”.


Sobre o Ambulatório TX do HGG

O Ambulatório TX do HGG foi criado em setembro de 2017 e oferece atendimento médico e multiprofissional aos transexuais e travestis. A iniciativa foi tomada após a portaria 2.803/2013 do Ministério da Saúde redefinir o processo transexualizador no Sistema Único de Saúde (SUS), permitindo que cirurgias de mudança de sexo pudessem ser realizadas também fora de hospitais universitários. Em Goiás, o HC foi pioneiro sob a coordenação da médica Mariluza Terra Silveira, hoje à frente de ambos os ambulatórios. Desde sua inauguração, já foram realizadas mais de 1,6 mil consultas pela equipe da unidade, das quais 583 nos primeiros cinco meses de 2019. Em 2018, foram realizados três procedimentos cirúrgicos e, neste ano, duas cirurgias já foram feitas no hospital.

Sobre o projeto Longe das Ruas, Perto dos Sonhos

É uma iniciativa do Ministério Público do Trabalho em Goiás (MPT-GO) e parte de uma série de projetos de empregabilidade promovidos pelo órgão, oferecendo a 44 pessoas em situação de rua a possibilidade de participar de cursos de profissionalização em assistente de cozinha ou pedreiro/pintor. Além dos cursos, realizados no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) Vila Canaã, o projeto promoveu palestras, rodas de conversa, aulas de fotografia e workshops de temas diversos que visaram ao desenvolvimento profissional e pessoal.

O projeto é fruto de parceria com a Defensoria Pública do Estado de Goiás, Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região e Organização Internacional do Trabalho. O MPT-GO já executou dois projetos de empregabilidade para a população transexual e travesti (“Cozinha e Voz” e “Costurando Poemas”). Atualmente, estão em curso o “Longe das Ruas, Perto dos Sonhos”, o “Cozinha e Voz - Libertando Sonhos” (mulheres detentas) e uma turma de design de moda composta por pessoas trans e mulheres em medida protetiva da Lei Maria da Penha.

Sobre a Paola Carosella

É argentina e começou a carreira profissional em Buenos Aires, passando por Paris, Califórnia, Uruguai, Nova Iorque, chegando a São Paulo em 2001. É conhecida nacionalmente por ser jurada do programa de gastronomia, Master Chef, exibido pela Tv Bandeirantes. É apoiadora do “Longe das Ruas, Perto dos Sonhos” e responsável pela elaboração da grade curricular do curso de assistente de cozinha.




Quer receber notícias e novidades do Idtech diretamente no seu e-mail?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© IDTECH, Hospital Estadual Alberto Rassi/HGG, Hemocentro de Goiás - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS