12/07/2019 - “Essa é a humanização que não podemos abrir mão”



Atendimento realizado pelo HGG é modelo a ser aplicado, aponta governador durante balanço de gestão

O Hospital Estadual Alberto Rassi- HGG é um exemplo na forma de se tratar o paciente, segundo o governador Ronaldo Caiado, durante solenidade de balanço dos seis primeiros meses na área da saúde em sua gestão e da renovação da autorização do Ministério da Saúde para o hospital realizar transplantes de rins, que ocorreu no auditório Luiz Rassi, no próprio HGG. “Eu quero parabenizar toda a diretoria do Idtech (organização social responsável pela gestão do hospital). Sabe por quê? Vocês estão humanizando o tratamento aos pacientes. É isso, minha gente, é humanizar, é a pessoa se sentir bem em um local onde nós temos exposição de telas. O hospital, em todo o local, tem uma gravura, tem uma pintura, tem uma condição de melhorar a acessibilidade do paciente como também a qualidade de vida do paciente .”

O elogio por parte do governador não se restringiu à questão estrutural. Ele citou ainda a satisfação do paciente ao ser atendido com respeito. “É o médico, a enfermeira, a assistente social, o fisioterapeuta, técnico em Raios x, especializado na sua própria área, tocando o paciente, conversando com ele, tratando o paciente pelo nome. Essa é a humanização que não podemos abrir mão. Esse é o lado que o paciente deseja, ser tratado como cidadão, não ser tratado como número. Não é número, é o seu Jair, o seu Antônio, a dona Maria.”

O governador, médico por formação, salientou ainda a satisfação das 280 pessoas que receberam novos rins – 45 deles presentes na solenidade - em ter prazer em coisas simples e vitais, como beber um copo de água. “Como eu falava com seu Jair (um dos transplantados) aqui agora. O que é bom? ‘É bom beber água’, ele disse. ‘O meu sonho era beber água. Eu bebia 25 ml de água e, de repente, eu chego no filtro, pego um copão de água e bebo.’ Gente, imaginem bem o que é isso na vida da pessoa, a satisfação da pessoa.”

E coube ao seu Jair Araújo Serrano representar todos os transplantados na cerimônia, que marcou ainda o 1º Encontro de Transplantados Renais do HGG. “Eu fiz hemodiálise por 7 anos e Deus me deu essa oportunidade. Fui transplantado agora, no dia 6 de fevereiro, estou com cinco meses, minha cirurgia foi realizada aqui no HGG muito bem-sucedida. Não sinto nada, minha vida está mudando completamente. Cada dia que passa eu me sinto feliz e mais tranquilo.” Além do relato, seu Jair fez questão de agradecer a todos que tornaram possível a guinada que teve em sua vida. “Nestes sete anos, fui internado duas vezes para ser transplantado e não foi sucedido. Agora minha cirurgia saiu e dessa vez tudo está dando certo. Hoje estou com cinco meses, não senti nem uma dor de cabeça, graças a Deus e a essa equipe que está aqui, dando essa força e com coragem de realizar ao sonho de muita gente, tenho certeza, tirando a gente desse sofrimento. Agradeço ao trabalho desses profissionais aqui, que é muito bom”.

Para o secretário de Saúde, Ismael Alexandrino, os bons resultados registrados nos transplantes do HGG e a renovação da autorização por parte do Ministério da Saúde são fatores de incentivo para melhorar ainda mais a saúde no Estado. “Essa renovação do transplante renal para a gente é muito significativa, porque o HGG se posiciona hoje como o 10º hospital maior transplantador do País no transplante renal. Isso fortalece nosso trabalho e sinaliza que podemos avançar, ampliando essa produção. Essa produção de transplantes de rins deste ano já é maior do que a do ano passado no mesmo período”. O secretário salientou ainda a satisfação de ver relatos como o do seu Jair. “Ver aquele depoimento do paciente aqui já valeu a pena ter sido secretário de Saúde do Estado de Goiás. Cada vida que a gente conseguir impactar positivamente, mudando sua realidade, vale a pena ter ficado horas sem dormir”




© IDTECH, Hospital Estadual Alberto Rassi/HGG, Hemocentro de Goiás - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS