30/07/2019 - Músicas instrumental e gospel encantam pacientes do HGG



Violinista Danilo Verano tocou ao lado de cantora que acompanha mãe que vai fazer cirurgia no hospital

Aos poucos as cadeiras colocadas no hall do quarto andar do Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG foram ocupadas uma a uma. Os olhares curiosos dos pacientes observavam Danilo Verano, que arrumava seu violão para mais uma apresentação do Sarau do HGG. Quando as primeiras notas começaram a sair das cordas do violão, o olhar de curiosidade muda para o de contemplação, e o medo e a ansiedade dão espaço para um momento de paz e tranquilidade.

Tal reação, como diz o próprio músico, é instantânea. “Tocar aqui é sempre uma grande alegria porque você vê o resultado imediato da música nas pessoas. Como o hospital é um ambiente de saúde, então a gente tem oportunidade de presenciar o quão forte a música é nessa hora. Então, para a gente que dedica a vida a isso, é muita alegria ver a música chegar nessas pessoas, essa música instrumental, que é pouco difundida, mas muito querida.”

E a opinião do músico ganha respaldo nas falas dos próprios pacientes, como Ani Caroline Lima dos Santos Pereira, que assistiu atentamente à apresentação do início ao fim. “Achei muito interessante (a apresentação). A gente nessa situação, aqui no hospital, fica bem desanimado, pelo fato de estar doente. Aí a música vem para dar uma alegria, uma esperança.”

Nesta edição, a surpresa veio da plateia, quando a mãe de Jéssica Layane de Carvalho, que estava internada para uma cirurgia, citou para as enfermeiras o dom da filha, que canta música gospel em eventos sociais da igreja da qual participam. A partir desse momento, Danilo ganhou uma parceira, assim como as notas que saiam do violão, uma voz para acompanhá-las. O show continuou, agora com uma série de vozes baixinhas, que acompanhavam a voz grave de Jéssica Layane. “Foi uma experiência muito gostosa. É um trabalho que a gente já está acostumada a fazer, com pessoas que precisam, carecem desse tipo de coisa. Então já é uma coisa bem comum para nós, que é levar a palavra do senhor pela música. (O Sarau do HGG) é uma iniciativa muito maravilhosa, porque a música eleva, por mais que esteja passando por um situação complicada, ela eleva a autoestima da pessoa, dá uma curada na alma, causa um bem-estar”, diz a filha, antes de acompanhar a mãe de volta ao quarto em que estavam.





© IDTECH, Hospital Estadual Alberto Rassi/HGG, Hemocentro de Goiás - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS