21/08/2019 - Unidade móvel do Hemocentro faz coleta na Câmara de Goiânia



Ação foi realizada em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de Goiás

Ao acordar e ligar a televisão no hotel em que estava, no Norte Ferroviário, em Goiânia, o paraense Eudaldo Soares dos Santos viu no telejornal que o ônibus do Hemocentro faria coleta no estacionamento da Câmara de Vereadores da capital goiana. Ele não pensou duas vezes e foi doar sangue para a campanha realizada em parceria entre o Hemocentro e a Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg). Mesmo estando longe de casa, que fica em Novo Repartimento, ele foi uma das primeiras pessoas a participar da ação, no dia 14 de agosto. “Doar sangue é bom, né? Tem muitas pessoas que precisam, apesar de que nunca precisei, mas o incentivo que eu deixo é que aqueles que nunca doaram que venham doar para salvar vidas, que tem muitas vidas precisando de sangue.”

A mesma atitude teve o servidor da Câmara Ricardo Borba Dias, que doa sangue há 20 anos, mas geralmente em situações como a que teve no seu local de trabalho. “Dessa vez eu demorei muito. Foi há dois anos a ultima doação. Falta da gente ir atrás. Aí eu aproveitei a oportunidade do ônibus vir na Câmara. Eu não doo frequentemente, mas sim de oportunidade, né? Doar sangue é vida. E meu sangue é bom porque é O-, é universal. É muito bom. A iniciativa é maravilhosa. Itinerante. Tem de ir aonde o povo está.”

A ideia de levar o ônibus à Casa das Leis, diz Andrey Azeredo (MDB), vereador responsável pela iniciativa, mais do que fazer a simples coleta foi a de conscientizar a população sobre a necessidade de fazer com que o ato de doar sangue de torne um hábito. “Eu entendo que conscientizar as pessoas da necessidade de sempre doar, fazer desse ato uma prática, é um trabalho importante , em especial de nós, homens e mulheres públicos, e esse evento, em parceria com a Fieg e com o Hemocentro, é a possibilidade de se tornar isso uma realidade, em especial para os servidores da Câmara municipal, mas bem como a toda a sociedade goianiense, já que aqui tem um grande número de pessoas que visitam a casa diariamente. Além disso, sabemos que cada doação pode salvar a vida de quatro pessoas. Além de um ato de solidariedade, é um ato de respeito ao próximo.”, diz o vereador.

A iniciativa da Fieg superou as expectativas, fazendo com que a instituição aumentasse a meta estipulada inicialmente, como explicou o vice-presidente André Rocha. “Nós tínhamos uma meta de conseguir atingir, dentro das unidades do Sistema Fieg, até o final do ano, um total de mil bolsas, mas graças e Deus e à solidariedade do povo goiano nós conseguimos em pouco mais de dois meses coletar 650 bolsas. Resolvemos redirecionar nossa meta para duas mil bolsas até o final do ano e aí contamos com o apoio importante do vereador Andrey Azeredo, que com a Câmara Municipal de Goiânia, resolveu se juntar à Fieg e ao Hemocentro nessa campanha.”





© IDTECH, Hospital Estadual Alberto Rassi/HGG, Hemocentro de Goiás - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS