21/10/2019 - Com alegria e versatilidade, a dupla MaLuê anima o Sarau do HGG



As artistas surpreenderam o público com seu repertório nesta quinta-feira, dia 17 de outubro

As cantoras Marcela Martinez e Luene Carvalho, que formam a dupla MaLuê, se apresentaram pela segunda vez no projeto Sarau do Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG, no dia 17 de outubro. As artistas agradaram o público com muita alegria, animação e repertório diversificado, que vai do axé ao sertanejo, marca registradas das artistas.

A paciente Neuza Gabriel de Morais ficou encantada com a dupla. “Achei as duas maravilhosas, porque trazem alegria para todos aqui. Elas são ótimas, adorei as vozes e elas são lindas. Nunca tinha visto música no hospital, vocês estão de parabéns!” Luciana Martins, também paciente, falou com entusiasmo do show. “Maravilhoso, muito bom! Gostei das cantoras, bem animadas. É uma distração muito boa para a cabeça da gente. Podia ter todos os dias”.

A técnica de Segurança do Trabalho do HGG, Lourena de Souza e Silva Barreto, reforçou o quanto a música faz bem também para os colaboradores. “O projeto é maravilhoso, a música no hospital faz muita diferença. A gente vê que os pacientes saem do Sarau revigorados. E para nós que estamos trabalhando aqui é um ânimo, a gente também recebe um pouco dessa energia boa que a música traz para continuar com a nossa rotina de trabalho”.

A cantora Luene falou da sua emoção em participar do Sarau. “A gente participa de coração aberto, como uma forma de gratidão pelo nosso dom. A gente sai daqui triste de ver que tem pessoas nessa situação e sai feliz por poder alegrar um pouco, trazer um pouco de felicidade, mesmo que momentânea, com a música. É a oportunidade de trazer um pouco de alívio para as dores, a pessoa deixa de pensar no problema dela para ouvir a música que gosta”.

Já a cantora Marcela ressaltou o quanto a troca de energia é importante. “A música é importante para darem uma relaxada, uma espairecida, trocarem um pouco a energia, que a gente sabe o quanto é densa em um hospital. Então, é importante também a gente trazer um pouco de alegria, e a troca sempre é muito maior para a gente que está aqui. E a gente sai com outra cabeça, valoriza muito mais tudo que a gente conquista, o nosso respirar, o nosso acordar. É muito importante para nós também”.




© IDTECH, Hospital Estadual Alberto Rassi/HGG, Hemocentro de Goiás - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS