27/01/2020 - Hemocentro regional de Catalão faz palestras para rede de saúde



Orientações tem por objetivo otimizar os pedidos de bolsas de sangue

Desde o mês de setembro de 2019, o Hemocentro Regional de Catalão está realizando diversas palestras para os profissionais de saúde dos hospitais e Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade. O objetivo é conscientizar as unidades e garantir maior segurança transfusional e racionalidade nas indicações de bolsas de sangue.

De acordo com a responsável técnica da unidade, a médica hematologista Gabriela Spacek da Fonseca Galvão, as palestras têm reduzido as indicações erradas e garantindo maior qualidade na transfusão. Com os treinamentos, os médicos estão muito mais conscientes. "Na UPA, por exemplo, acordamos que todos os pedidos de transfusão serão discutidos comigo antes do sangue ser solicitado", ressalta a médica.

Durante as palestras, Gabriela explicou aos médicos e enfermeiros pontos importantes sobre o processo. Dentre os assuntos expostos, está a questão técnica para a enfermagem; tempo máximo para transfundir; o que fazer em caso de reação transfusional; como notificar, dentre outros assuntos. Após três meses de treinamento, a média de transfusões mensais passou de 250 para 150. "Agora conseguimos gerenciar melhor o estoque. Para o que faltar, faremos campanhas direcionadas", enfatiza a médica.

Na última quinta-feira, 23 de janeiro, em uma reunião do Comitê Transfusional do Hemocentro, hospitais das cidades vizinhas do município foram convidados para conhecer os novos processos e fluxos do Hemocentro Regional de Catalão. Participaram da reunião representantes das cidades de Goiandira, Palmelo, Orizona, Cumari e Catalão. Durante o encontro foram discutidos o uso racional do sangue, fluxo para devolução de bolsas e as reações transfusionais. Além do correto preenchimento de amostras e pedidos.



© IDTECH, Hospital Estadual Alberto Rassi/HGG, Hemocentro de Goiás - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS