13/07/2020 - Diretor-técnico do HGG participa de reunião de enfrentamento a Covid-19 com o governador Ronaldo Caiado



Unidade será mantida como hospital de retaguarda, não dedicada ao atendimento de pacientes com Covid-19

O governador Ronaldo Caiado liderou uma reunião, por videoconferência, com 300 profissionais da área da saúde de todo o Estado de Goiás na manhã de sexta-feira, 10 de junho, para conclamar, de forma direta e clara, que médicos, enfermeiros, maqueiros, e demais membros da equipe multidisciplinar, além de gestores e demais pessoas envolvidas com a assistência à saúde, trabalhem a rede pública como um organismo vivo e integrado para o enfrentamento da pandemia da Covid-19. O foco é, nas palavras do governador e médico, "fazer a melhor medicina que o Estado pode dar ao cidadão", sobretudo, a partir de agora, quando Goiás deve experimentar o pico de casos da doença.

Durante a reunião com o governador Ronaldo Caiado e o secretário de Estado de Saúde, Ismael Alexandrino, o diretor-técnico do Hospital Estadual Alberto Rassi - HGG, Durval Pedroso, apresentou como vêm sendo conduzidos os atendimentos na unidade, que deverá ser mantida como hospital de retaguarda, não dedicado ao atendimento de pacientes com Covid-19. "Vamos continuar atendendo outros tipos de patologias. Nós temos, em média, 160 pacientes internados por dia, estamos mantendo uma taxa de ocupação da nossa UTI próxima de 95% com pacientes que precisam de atendimento da rede, e, recentemente, fizemos um incremento do componente de urgência com 30 leitos cirúrgicos a mais, atendendo a parte de cirurgia geral, vascular, urologia e proctologia", afirma. Segundo Durval, desde a implantação do serviço de telemedicina já foram realizados 4,4 mil atendimentos. O diretor-técnico destaca que, mesmo com pandemia, o HGG elevou em 18% o número de transplantes no primeiro semestre de 2020 e se tornou quarto maior centro de transplantes renais do país.

O governador reforçou que o Estado caminha para um processo de crescimento no número de contaminados e, consequentemente, no número de pacientes que irão se agravar. "Nesta hora, minha gente, peço a vocês ainda mais engajamento. Dividam comigo um compromisso que nós, da área da saúde, temos, que é salvar vidas". "Este é o meu maior objetivo e tenho a convicção plena de que estamos fazendo o que é o melhor para o nosso povo", disse.
O secretário de Saúde pediu aos participantes da reunião que levassem as mensagens de agradecimento e de orientação do governador às suas equipes. "Não tenho dúvidas que superaremos isso tudo. Agradeço e peço motivação para que nesse momento estejamos unidos, de unhas e dentes, corpo, alma e coração como guerreiros e trabalhadores em prol da vida. Guerrearemos com as armas que temos, mas o principal somos nós [o capital humano]", finalizou.

Foto: Secom Goiás



© IDTECH, Hospital Estadual Alberto Rassi/HGG, Hemocentro de Goiás - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS