03/11/2020 - Mastologista do HGG participa de live sobre câncer de mama



O foco do encontro foi prevenção à doença

Dentro das ações do Outubro Roda, a Secretaria de Estado da Saúde, por meio da Coordenação de Ciclos de Vida, da Gerência de Atenção Primária da Superintendência de Ação Integral à Saúde, promoveu no dia 29 de outubro uma live sobre "Outubro Rosa – um olhar acerca da saúde das mulheres em tempos de pandemia". A chefe do serviço de mastologia do Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG, Érika Pereira de Sousa, foi uma das convidadas e abordou o tema Prevenção ao Câncer de Mama no contexto da Pandemia.

Durante a live, Erika falou sobre os principais fatores de risco que podem desencadear o câncer de mama nas mulheres. Dentre eles, ela destacou alguns como: precedente familiar, menstruação precoce, ter filhos após os 35 anos, dietas ricas em gordura, sedentarismo, uso de álcool e hormônios.

Erika ressaltou que é importante as mulheres focarem na prevenção primária, que são os exames e o autoexame. "O ideal é manter uma vida saudável e fazer exames regularmente. Se deixar para a prevenção secundária, que é após achar o câncer, que o tratamento e diagnóstico sejam o mais rápido possível", comenta a médica.

A mastologista enfatizou que as principais formas de rastreamento do câncer de mama continua sendo os exames de imagem, ultrassonografia e mamografia, além do autoexame das mamas. " Se conseguirmos rastrear a doença mais cedo, isso traz benefícios, como a redução da mortalidade, menor chance de mastectomia e um tratamento menos agressivo", finaliza.



© IDTECH, Hospital Estadual Alberto Rassi/HGG, Hemocentro de Goiás - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS