11/12/2020 - Colaboradores da Hemorrede participam de curso sobre a ONA



Objetivo é capacitar as unidades para a acreditação

Com o objetivo de conquistar a Acreditação ONA para Serviços de Hemoterapia, os colaboradores da Hemorrede Pública de Goiás estão realizando um curso sobre o tema, realizado pelo Instituto Brasileiro para Excelência em Saúde (IBES). O objetivo é capacitar os profissionais de saúde quanto aos padrões do Manual Sistema Brasileiro de Acreditação ONA (Organização Nacional de Organização) para que possam compreender as exigências de cada requisito e implementar ações de modo a atendê-los completamente. Ao todo são três módulos de curso, todos em Educação à Distância (EAD), sendo que o primeiro foi ministrado nos dias 7, 8 e 9 de dezembro por meio da plataforma Zoom. Cerca de 61 colaboradores da Hemorrede e do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech) estão participando do curso.

De acordo com a diretora-técnica da Hemorrede, Ana Cristina Novais, o Hemocentro está pleiteando a acreditação ONA para o próximo ano e para isso foi contratada uma empresa para a realização de um curso de capacitação específico em hemoterapia. "Todos os gerentes, mais um colaborador de cada setor do Hemocentro Coordenador e dois representantes de cada unidade estão participando, além de representantes das Assessorias de Comunicação e de Planejamento do Idtech. Isso será muito importante para alcançar um resultado cada vez melhor", comenta da diretora. Ana Cristina acredita que o curso vai promover uma melhoria significativa, pois dará mais embasamento em todo o processo na gestão da qualidade. "O curso vai fazer com que consigamos obter o resultado final, que é a acreditação. Vamos construir juntos esse novo pilar da qualidade na Hemorrede Pública", afirma.

A palestrante Cláudia Mara, biomédica e avaliadora líder do IBES, ressalta que, como a instituição pretende buscar a certificação ONA, esse alinhamento para todos os colaboradores, gerentes e diretores é importante. "Às vezes, os colaboradores podem ter alguma dificuldade de interpretação dos requisitos do manual, então fica um alinhamento de toda essa equipe para o desdobramento para o nível operacional". Cláudia diz que o foco foi o manual de acreditação para serviços de saúde e dentro do curso abordou as partes mais importantes para o serviço de hemoterapia. "Outro ponto importante é capacitar os gerentes e diretores. Eles se sentem mais seguros na hora de entender e implementar algum requisito dentro da área", enfatiza.

Lígia Nunes de Castro, enfermeira do Hemocentro de Rio Verde, comentou que o curso vai acrescentar muito para a equipe e no desenvolvimento dos processos da unidade. "O conteúdo foi muito bem explicado. O material didático foi bem elaborado", finaliza.




© IDTECH, Hospital Estadual Alberto Rassi/HGG, Hemocentro de Goiás - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS