03/02/2021 - Colaboradores do HGG são vacinados contra a Covid-19



Imunização foi realizada durante dois dias em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde

Nos dias 29 de janeiro e 1º de fevereiro, o Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) realizou a imunização de 1071 colaboradores da unidade de saúde contra a Covid-19. O primeiro dia de aplicação da primeira dose contou com a presença do secretário municipal de Saúde, Durval Pedroso, que era diretor-técnico do HGG até assumir a pasta municipal em janeiro deste ano. Foram vacinados médicos, enfermeiros, técnicos, colaboradores da área administrativa e limpeza.

De acordo com a enfermeira e coordenadora técnica do distrito sanitário sul da SMS, Ângela Severino Pereira, a vacinação no HGG foi realizada "de forma esplêndida. A vacina está sendo algo muito esperado para nós trabalhadores da saúde. Encerramos a primeira fase e agradecemos a todos pelo trabalho que realizaram junto com a equipe da SMS", comenta.

O nutricionista Gladyson de Oliveira Soares afirmou que tomar a vacina lhe deu uma sensação de bem-estar e cuidado com a saúde. "Estar imunizado atuando na linha de frente, lidando diariamente com os pacientes e saber que para cuidar do outro primeiramente temos que nos cuidar é fundamental", conta.

Para o condutor de pacientes, Diogo Vaz Monteiro, a vacinação foi uma vitória conquistada com muito prazer. "Após um ano vendo o que estava acontecendo com essa pandemia, a imunização veio para nos ajudar a continuar encarando a covid-19. Vamos ficar mais tranquilos para atender os pacientes", ressalta Diogo.

A diretora de enfermagem do HGG, Natalie Alves, enfatiza que, apesar do hospital não ter sido designado para o tratamento da covid-19, a unidade foi escolhida pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) para ser retaguarda da urgência, o que torna a imunização extremamente necessária. "O HGG recebe pacientes dos Cais, UPAs, Ciams, e no momento que faz a admissão, mesmo que ele venha regulado para o tratamento, não é possível descartar se ele tem covid ou não".

Natalie também reforça que o princípio básico da vacinação é reduzir a contaminação pelo vírus e a gravidade dos pacientes. "Consequentemente, isso reduz a sobrecarga da rede de saúde, mantendo os profissionais na linha de frente, reduzindo os afastamentos por suspeita de Covid -19", finaliza a diretora.



© IDTECH, Hospital Estadual Alberto Rassi/HGG, Hemocentro de Goiás - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS