23/06/2021 - Pacientes do Hemocentro Coordenador passarão a ser regulados pela SES



Com a medida, primeiro atendimento deverá ser agilizado para novos pacientes de todo o Estado

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES) deverá assumir a regulação de pacientes atendidos no ambulatório de Hematologia do Hemocentro Coordenador Estadual de Goiás Prof. Nion Albernaz. Segundo a gerente de Regulação Ambulatorial da SES, Suzana Xavier, para os pacientes que já estão com atendimento em andamento na unidade, nada muda. "O que nós queremos é fazer uma qualificação dos pedidos de consultas, seguindo todos os protocolos necessários, e traçar o perfil de atendimento do Hemocentro para garantir maior agilidade no atendimento". Ela explica o primeiro atendimento continua da mesma forma e deve ser feito em uma unidade básica de saúde do município onde o paciente reside.

Segundo Suzana, outra medida será apresentar aos municípios o perfil de atendimento do Hemocentro, para que, assim, o serviço possa ir ao encontro de atender corretamente as demandas de cada unidade de saúde. "Dessa forma, quando o paciente passar pela primeira consulta no seu município de origem, o médico terá precisão de encaminhá-lo para o Hemocentro ou para outra unidade conforme sua necessidade de atendimento", explica. Além disso, o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde - CNES do Hemocentro passará a ser atualizado de forma eletrônica pela própria instituição e validado pela SES.

Ana Cristina Novais, diretora-técnica da Hemorrede Pública de Goiás, acredita que a mudança irá diminuir o tempo de espera dos pacientes que aguardam o primeiro atendimento na unidade. "A regulação estadual irá reduzir a demanda reprimida de pacientes com necessidade de atendimento hematológico, uma vez que serão encaminhados apenas aqueles com o perfil de atendimento do Hemocentro."

Já a diretora-administrativa da Hemorrede, Núbia Borges, relata que está otimista com a atualização eletrônica do CNES, pois essa medida irá regularizar a situação cadastral das unidades em menor tempo. "O procedimento utilizado até então é moroso, e com a manutenção e atualização do CNES de forma sistêmica, haverá agilidade na inserção das informações e, sobretudo, transparência, pois poderão ser visualizados mensalmente todos os serviços prestados pelo Hemocentro, bem como os investimentos em pessoal e equipamentos".

Visita
Acompanhada por sua equipe, Suzana, visitou a nova sede do Hemocentro Coordenador nessa quarta-feira, 16 de junho. O grupo conheceu a nova sala de coleta, serviço de fisioterapia, almoxarifado, farmácia, processamento, distribuição e a exposição da artista Helena Vasconcelos.



© IDTECH, Hospital Estadual Alberto Rassi/HGG, Hemocentro de Goiás - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS