05/11/2021 - Hemocentro Coordenador recebe adolescentes para doação de sangue



Ação faz parte de atividades do mês do Doador Nacional de Sangue

Neste sábado, 6 de novembro, o Hemocentro Coordenador Prof. Nion Albernaz receberá adolescentes do Instituto Presbiteriano de Educação – Ipê e do Centro de Educação Profissional Gênesis, ambas de Goiânia, para realizarem a primeira doação de sangue, em alusão ao projeto Futuro Doador. Além deles, pais da Escola Municipal Mundo Mágico, de Santa Rosa de Goiás, irão à unidade de saúde para contribuírem com o projeto. Aos sábado, o Hemocentro Coordenador funciona das 8h às 12 horas e as doações de sangue e os cadastros de medula óssea podem ser agendados pelo telefone 0800 642 0457 ou pelo site agenda.hemocentro.org.br.

A enfermeira educacional do colégio Ipê, Surya Oliveira, afirma que a direção do colégio ficou feliz em envolver os alunos em uma causa tão importante. "Quanto mais cedo iniciarmos a consciência e cultura de doação de sangue, melhor será para eles. Queremos formar futuros adultos que contribuam periodicamente com o banco de sangue da cidade", comenta.

A professora de Santa Rosa, Hélia Cristina de Jesus, afirma que a iniciativa para que os pais dos alunos se tornassem doadores de sangue partiu do projeto "A Cidade que eu quero". "A maior proposta é conscientizar os adultos por meio das crianças a serem doadores e salvarem vidas. Serão 21 adultos que estarão no sábado no Hemocentro", enfatiza a professora.

Para a diretora geral do Hemocentro Coordenador, Denyse Goulart, estas são as primeiras parcerias firmadas para o projeto Doador do Futuro, na qual as crianças são estimuladas desde cedo a serem doadores de sangue. "O projeto é importante pois visa mudar o cenário atual em que menos de 2% da população é doadora de sangue. E quanto mais cedo falarmos a respeito disso e conscientizarmos as pessoas sobre a importância destes gestos, mais teremos pessoas doando regularmente", finaliza a diretora.

Sobre o projeto Futuro Doador

O projeto foi criado com o objetivo de levar informações às escolas e demais entidades educacionais promovendo, desde a infância, ações pedagógicas de incentivo à doação voluntária de sangue e ao cadastro voluntário de doadores de medula óssea, por meio atividades regulares envolvendo alunos e família. Com isso, se espera a formação de cidadãos consciente e solidários com vistas a torná-los futuros doadores e multiplicadores da cultura de doação de sangue e medula óssea.


Quem pode doar?

Para fazer uma doação de sangue é necessário estar saudável, ter peso acima de 50 kg, apresentar documento com foto válido em todo o território nacional e idade entre 16 e 69 anos, sendo que antes de completar 18 anos é necessária uma autorização dos pais ou responsáveis. Quem tomou a vacina da febre amarela deve aguardar 30 dias para fazer uma doação. Já para vacina contra gripe, o prazo é de 48 horas.

No caso da vacina contra o novo coronavírus é preciso esperar 48 horas após a dose de Coronavac, e sete dias após a aplicação das demais. Pessoas que tiveram contato com pacientes infectados ou com suspeita de covid-19 devem ficar 14 dias sem poder doar. Já para quem foi considerado caso suspeito ou confirmado, o prazo de inaptidão é de 30 dias após a remissão dos sintomas

A orientação é que os voluntários façam o agendamento da doação no pelo site agenda.hemocentro.org.br ou pelo telefone 0800 642 0457, e que não deixem usar máscara cobrindo a boca e o nariz, para irem até o local de doação.



© IDTECH, Hospital Estadual Alberto Rassi/HGG, Hemocentro de Goiás - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS