11/11/2021 - HGG promove ação de prevenção ao diabetes entre seus colaboradores



Profissionais realizaram 150 testes de glicemia e orientações diante dos resultados

O Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG realizou nessa terça-feira, 9 de novembro, uma ação preventiva do diabetes entre os colaboradores da unidade, sob organização do Centro Estadual de Atenção ao Diabetes (Cead) e o Serviço Especializado em Saúde e Medicina do Trabalho (Sesmt). Entre as 9 e 17 horas foram atendidas 150 pessoas com testagem de glicemia, pesagem, cálculo de massa corpórea e orientações com profissionais do Cead.

A gerente do Cead, Cristina Pereira, lembra que muitas pessoas são portadoras de diabetes e nem sabem, porque se trata de uma doença silenciosa e com sintomas bem variados: fome frequente, sede constante, vontade de urinar diversas vezes ao dia, perda de peso, fraqueza, fadiga, mudanças de humor, náusea e vômito, entre outros. "Esta ação, pós-pandemia, acontece para trazer esse cuidado para o colaborador, porque muitas vezes quem cuida, acaba não cuidando de si mesmo, então essa ação interna vem para atender essa necessidade".

A enfermeira Fabrícia Cândida Faria pontua que muita gente sofreu com a ansiedade na pandemia e acabou descontando na comida, outros abandonaram a prática de atividades física, dessa forma, vários fatores colaboraram para o crescimento do índice de diabetes na população. "Durante a ação no HGG foi aplicado um questionário para avaliar o risco do desenvolvimento da doença nos próximos dez anos, seguido de orientações para evitar o aparecimento do diabetes, além disso, foram feitos 150 testes de glicemia, que é um mecanismo para monitoramento e tratamento precoce do diabetes. "

Eliene Gonçalves, 38 anos, trabalha na lavanderia do HGG e quando soube da ação, fez questão de tirar alguns minutos para passar pela avaliação profissional. Ela conta que nunca tinha feito o teste de glicemia e que ficou mais tranquila com a avaliação que recebeu. "Eu gostei muito de receber esse tipo de atendimento e espero que ela e aconteça mais vezes", disse.

O condutor Rodrigo da Silva, 42 anos, conta que também já estava há muito tempo sem fazer o teste de glicemia. "A gente fica muito tempo cuidando dos outros e acaba deixando a saúde da gente para depois, foi muito bom ter esse momento hoje para os funcionários. "

Atlas do Diabetes

Um levantamento realizado pela Federação Internacional de Diabetes (IDF, na sigla em inglês), para o Atlas do Diabetes mostra que 537 milhões de adultos, entre 20 e 79 anos, vivem com a doença em todo o mundo. Com aumento de 16% nos casos de diabetes entre 2019 e 2021, a Organização Mundial da Saúde (OMS) já considera a situação uma pandemia. A previsão é que o número total de pessoas com diabetes aumente para 643 milhões até 2030 e, até 2045, esse número deve subir para 783 milhões.

No próximo domingo, 14, será celebrado o Dia Mundial do Diabetes, uma data para reforçar a importância do combate à doença e da necessidade de prevenção por meio de uma alimentação saudável, diminuindo a ingestão de gorduras, açúcares e sal, e aumentando o consumo de alimentos ricos em fibras e proteínas como arroz integral, vegetais de folha escura e feijão, pois ajudam no combate ao excesso de açúcar no sangue.



© IDTECH, Hospital Estadual Alberto Rassi/HGG, Hemocentro de Goiás - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS