26/11/2021 - Rede Hemo participa da 1ª Jornada de Promoção da Equidade em Saúde e Cuidado à Populações Específicas da SES



Objetivo foi rastrear o traço de anemia falciforme da comunidade quilombola da região

No dia 20 de novembro a Secretaria de Estado de Saúde (SES), por meio da Gerência de Cuidado às Populações Específicas, em parceria com o Rede Estadual de Hemocentros – Rede Hemo, realizou a 1ª Jornada de Promoção da Equidade em Saúde e Cuidado à Populações Específicas da comunidade quilombola de Cachoeira Dourada. A ação é uma iniciativa inédita e teve como objetivo realizar, por meio de exames, o rastreamento tardio da anemia falciforme e traço falcêmico em populações específicas e mais vulneráveis. O município de Cachoeira Dourada foi escolhido para ser a cidade piloto da ação, que será realizada em todas as comunidades quilombolas do Estado de Goiás. Ao todo foram coletadas 75 amostras. Os pontos de coleta dos atendimentos foram realizados na Escola Municipal Modelo 14 de Maio e no distrito de Almerindópolis. O acompanhamento médico da comunidade aconteceu por meio de consultas especializadas, clínica geral, exames e testagens virais.

Segundo a diretora técnica da Rede Hemo, Ana Cristina Novais, a participação da equipe foi fundamental no projeto. "Para nós, foi uma grande satisfação participar da ação. O projeto é muito bonito e importante para as comunidades, uma vez que essas populações não tiveram, por muitas vezes, a oportunidade e acessos necessários para realizar o teste do pezinho, por exemplo, fazendo o rastreio das doenças assim que as crianças nascem", pontou.

Ana Cristina ainda ressalta que a iniciativa permite agora a identificação de pessoas que possuem o traço falcêmico ou quem tem anemia falciforme, podendo, assim, encaminhá-las para tratamento ou aconselhamento genético adequados. "Lembrando que esta doença é uma das que o Hemocentro tem como perfil epidemiológico de tratamento", justificou.

Para a gerente de Cuidado a Populações Específicas da Superintendência de Saúde Mental e Populações Específicas da SES, Daniela Paula de Freitas Fernandes, a parceria com a Rede Hemo proporcionou uma política única e exclusiva para mapeamento genético com foco na população negra e quilombola, que será possível acompanhar e atender. "Agora eles passarão a receber o aconselhamento genético e podem ser descobertos os casos tardios de anemia falciforme, já que a taxa de rastreamento do estado está em média 70%", finaliza.



© IDTECH, Hospital Estadual Alberto Rassi/HGG, Hemocentro de Goiás - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS